Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência.



Foto por: Câmara de Rio Preto
Vereadores participaram de forma presencial e remota da sessão

Vereadores de Rio Preto se tornam ‘zagueiros do governo Edinho’ e evitam convocações de secretários

Por: Heitor Mazzoco
04/05/2021 às 18:45
Bastidores

Em uma sequência trágica, Poder Legislativo blinda titulares da Educação e Agricultura e chefe de Imunização


Não passa uma 
Em uma defesa que deixaria com inveja a Squadra Azurra das décadas de 1980 e 1990, a maioria dos vereadores de Rio Preto voltou a blindar convocações de secretários do prefeito Edinho Araújo (MDB), mesmo após divulgação de que famílias de alunos estariam recebendo alimentos estragados em meio à pandemia da Covid-19. 

Concursados
A primeira votação foi para decidir se Fabiana Zanquetta (Educação) seria convocada para explicar por que aprovados em concurso não estão sendo chamados.  

Contrários
Vereador de primeira viagem, Bruno Moura (PSDB) participou de reunião com Zanquetta e diz que tudo ficou "bem esclarecido”. O tucano, no entanto, não deu detalhe algum na sessão do que foi abordado no encontro. O parlamentar pediu para os pares votarem contra a convocação de Zanquetta. 

Três favoráveis 
Apenas João Paulo Rillo (PSOL), autor do pedido da convocação, Renato Pupo (PSDB) e Robson Ricci (Republicanos) votaram para  Zanquetta se apresentar na Câmara para prestar esclarecimentos.  

Alimentação 
Na sequência, a maioria dos vereadores deu impressão de que não se importa se alunos da rede pública estão recebendo alimentos estragados. Diversas denúncias foram enviadas aos vereadores João Paulo Rillo e Robson Ricci. Rillo então apresentou pedido de convocação de Pedro Pezzuto Junior, secretário de Agricultura, pasta responsável pelos alimentos. Em uma nova ação dos "zagueiros do governo Edinho”, a maioria esmagadora votou contra. Mais uma vez, apenas Rillo, Pupo e Ricci votaram pela convocação do titular da pasta.   

Fala uma coisa, faz outra  
A vereadora Claudia de Giuli (MDB), chamou atenção pela mudança rápida de pensamento. Na hora de votar convocação de secretários, ela disse ser contra, mas favorável aos convites. Minutos depois, a vereadora votou contra um convite para chefe da Imunização, Michela Barcelos, explicar a falta de vacinas para segunda dose em pessoas com 68 anos.







Anunciar no Portal DLNews

Seu contato é muito importante para nós! Assim que recebemos seus dados cadastrais entraremos em contato o mais rápido possível!