Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência.



Foto por: Divulgação
Presidente da Acirp, Kelvin Kaiser

Vacina não ’distrai’ empresariado, que aumenta pressão em Edinho para voltar à fase amarela

Por: Maria Elena Covre
20/01/2021 às 18:26
Bastidores

Expectativa é de criação de novos leitos para Covid que possam impactar na reclassificação do Estado, que será anunciada nesta sexta (22)


Sem distração 1
O início da vacinação pela Secretaria de Saúde de Rio Preto, nesta quinta (21),  garante manchete positiva na imprensa e alívio real aos riscos impostos aos profissionais da linha de frente no atendimento aos doentes de Covid-19. Mas não dá trégua à intensa pressão de bastidores que o governo Edinho Araújo vem sofrendo do setor empresarial.

Sem distração 2
O pessoal do setor produtivo cobra a agilização de ações capazes de impactar na reclassificação do governo do Estado no Plano SP de flexibilização da economia, que deverá ocorrer nesta sexta-feira, 22. A ansiedade é pela volta imediata para a fase amarela. Desde a última segunda (18), a região está na fase laranja, com fechamento de bares e horários restritos ao comércio em geral. 

Mobilização 1
A Acirp vem atuando em várias frentes neste sentido. Mobilizou políticos da região, entre os quais o vice-governador Rodrigo Garcia (DEM), para que a mudança ocorresse assim que a região conseguisse o número mágico, ou seja, lotação de UTI abaixo de 70%. No momento, a ocupação de leitos para pacientes graves é de 74,5%. Na reclassificação de sexta a região pode mover-se tanto para cima (amarela), como para baixo (vermelha). 

Mobilização 2
Às vésperas do processo eleitoral no ano passado, com o empresariado revoltado e os adversários tentando potencializar o desgaste, Edinho chamou a responsabilidade da região ao criar a toque de caixa UTIs que pudessem impactar diretamente nos números regionais. A expectativa é que isso seja feito de novo. 

Mobilização 3
"Solicitamos que Rio Preto seja reclassificada assim que estiver com os índices pertencentes à fase amarela, uma vez que a prefeitura está disponibilizando mais leitos e profissionais de saúde para esta semana. Estamos focados nesta ação porque sabemos que muitos estabelecimentos não conseguirão trabalhar com as restrições e terão de fechar suas portas. O impacto disso é extremamente preocupante porque vai agravar a crise econômica e gerar ainda mais desempregos", afirmou ao DLNews Kelvin Kaiser, presidente da Acirp, por meio de nota. 

Corrida
Na segunda-feira (18), a Secretaria de Saúde colocou em funcionamento na  Unidade de Internação Básica Covid, localizada no prédio da UBS Luz da Esperança, 20 vagas de enfermaria, destinadas a pacientes com gravidade moderada de Covid e possibilidade de ampliação para 30 vagas. A Saúde corre para abrir mais 20 leitos de suporte respiratório na Unidade Básica de Saúde do bairro Fraternidade. A previsão é que os mesmos sejam ativados na segunda (25). 

Suspense 
A primeira não tem grande impacto nas contas do Estado, mas a segunda, sim, segundo o secretário de Saúde, Aldenis Borim. Questionado se vai dar tempo de esses leitos entrarem na conta do estado nesta semana ainda, o secretário preferiu não se comprometer: "Nossa preocupação é oferecer leitos e tratamentos aos doentes. Não sabemos ao certo como são feitas essas avaliações, por isso, não posso afirmar se será levado ou não em consideração.”







Anunciar no Portal DLNews

Seu contato é muito importante para nós! Assim que recebemos seus dados cadastrais entraremos em contato o mais rápido possível!