Foto por: Divulgação
Mauricio Nogueira, durante coletiva sobre Coronavac

Pode ser novembro deste ano ou novembro do ano que vem, diz infectologista da Famerp sobre Coronavac

Por: Heitor Mazzoco
28/07/2020 às 11:13
Bastidores

Pesquisador que coordenada pesquisa em Rio Preto é cauteloso ao falar em prazos

O médico-chefe do Laboratório de Infectologia da Faculdade de Medicina de Rio Preto (Famerp), Maurício Lacerda Nogueira, não seguiu a linha de pensamento do governador de São Paulo, João Dória (PSDB), que afirmou que a vacina Coronavac começará a ser aplicada em janeiro próximo. 

Nogueira preferiu a cautela e afirmou que o estudo sobre a eficácia da vacina pode trazer resultados finais  em novembro deste ano ou novembro do ano que vem. 

"Esses prazos são internos, conforme necessidade. Não adianta passar carros na frente dos bois. Entendo a ansiedade do governador, da sociedade", disse. 

As doses da vacina ainda não chegaram a Rio Preto. Ao menos 500 doses sãos esperadas para o teste 3, último teste da eficácia da vacina. 

Ao ser questionado sobre possível pressão do governo do Estado para apressar a pesquisa, Nogueira afirmou que isso não ocorreu. "Pressão não, mas urgência", afirmou.

VOLUNTÁRIOS

Nogueira apresentou os critérios para participantes da fase 3 de testes da possível vacina contra a Covid-19. Veja abaixo: 

Critérios de inclusão 
Adultos com mais de 18 anos 
Profissionais de saúde na linha de frente do combate à Covid-19
Concordar com contato por telefone, meios eletrônicos e visitas 
Ser voluntário

Exclusão 
Gravidez ou intenção de engravidar 
Quem já teve doença 
Quem for positivo será excluído 
Doença diabetes, hipertensão... Não pode 
Doenças autoimune não controlada 

Email para se voluntariar: 
covid19@famerp.br






Anunciar no Portal DLNews

Seu contato é muito importante para nós! Assim que recebemos seus dados cadastrais entraremos em contato o mais rápido possível!