Foto por: Divulgação
Edinho Araújo na inauguração da loja do Max Atacadista no bairro Caparroz

Muffato investe R$ 45 mi na quarta unidade em Rio Preto e promete 420 empregos

Por: Maria Elena Covre, Fabrício Carareto, Heitor Mazzoco e Lucas Israel
20/05/2020 às 19:53
Bastidores

Rede de supermercados e hipermercados com sede no Paraná é uma das maiores do País

420 empregos 
Apenas cinco anos depois de fincar a primeira bandeira em Rio Preto, em 2015, e hoje com três lojas espalhadas pela cidade, o Grupo Muffato, rede de supermercados e hipermercados com sede no Paraná, vai investir mais R$ 45 milhões para a construção de sua quarta unidade no município, com a promessa de gerar 420 postos de trabalho diretos. 

Boa nova 1
A boa nova chega num momento de tanta ansiedade em torno da economia pós-coronavírus que levou o prefeito Edinho Araújo (MDB) a programar live na manhã desta quinta-feira (21) para fazer oficialmente o anúncio. 

Boa nova 2
Aliás, uma oportunidade para o emedebista matar a saudade de chamar a audiência, ainda que à distância, para dar notícias positivas depois de uma longa – e ainda sem data para acabar – temporada de pautas tensas sobre a crise sanitária. 

Perto de condomínios
A nova loja Muffato, segundo apurou o DLNews, será instalada numa região do São Deocleciano e de condomínios de alto padrão, mais especificamente atrás da rotatória que fica entre o campus 3 da Unirp e a sede da  TV TEM. Hoje, o grupo tem uma unidade da bandeira Super Muffato na avenida Presidente JK de Oliveira, um Max Atacadista na avenida Potirendaba e outro Max Atacadista na região Norte de Rio Preto.  

Em baixa 1
A balança comercial de Rio Preto viu as importações despencarem no mês de abril. Entre os motivos estão a pandemia de coronavírus, a alta do dólar e a queda da atividade econômica. 

Em baixa 2
Segundo a Comex Stat, do Ministério da Indústria e Comércio, no mês de abril as empresas de Rio Preto importaram, no total, US$ 5 milhões. Para efeito de comparação, no mês de janeiro as importações movimentaram US$ 10 milhões.

Disparada
A paralisação é generalizada. Segundo o despachante aduaneiro Paulo Narcizo, a maior parte dos produtos importados pertence ao grupos de gêneros alimentícios e produtos elétricos. "Tivemos uma queda no movimento das importações de 90%, aqui e em Santos, onde temos outra unidade” afirma. E a dificuldade atinge desde quem compra matéria-prima até quem já busca fora o produto pronto.

Amostra
Entre os principais "parceiros” da região está o Chile, que produz 41% dos produtos comprados por empresas rio-pretenses, entre os quais o vinho, exemplo claro de como o "combo” dólar alto e pandemia  afeta o setor. Segundo o enólogo e empresário Sérgio Musolino, a alta congelou as compras da bebida, que são cotadas na moeda americana, e tem alta tributação. "Se você compra um vinho, paga de 105% a 121% de imposto. E depois ainda tem acréscimos em relação ao distribuidor e ao consumidor final”, afirma.

Multa 
A Prefeitura de Rio Preto cobra multa correspondente a R$ 123,8 mil de uma empresa de Ribeirão Preto contratada no dia 13 de abril para o fornecimento de 12,7 mil pares de luvas, que seriam destinadas à Secretaria de Saúde no combate à Covid-19.  

Sem entrega
A Prefeitura de Rio Preto, no entanto, não recebeu os produtos. O contrato, feito por dispensa de licitação devido à pandemia, obrigava a empresa a realizar a entrega imediatamente, o que não ocorreu depois de mais de um mês da assinatura contratual. 

Situação 
A Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Rio Preto informou que tomará providências para que não falte luvas no estoque para não prejudicar funcionários da pasta. 

Isolamento 1
Pelo segundo dia consecutivo (segunda e terça), Rio Preto registrou 44% de isolamento entre os moradores, segundo o Governo de São Paulo. O índice é 11% inferior ao desejado pelo governador João Doria (PSDB), que já falou em "lockdown” (fecha tudo) caso, nos próximos dias, a adesão  nas cidades paulistas continue baixa. Mas está acima da média de 39% a 40% que vinha sendo registrada.  

Isolamento 2 
Catanduva segue com um dos piores índices do Estado. Nos dois últimos dias, a cidade registrou, respectivamente, 42% e 41%. Votuporanga, que manteve durante vários dias índice acima dos 50%, também caiu. Nos últimos dois dias foram registrados na cidade 49% e 47%. 

Farpas 
Durante sessão virtual da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), o deputado Frederico D’Avila (PSL) chamou o governador João Doria de "psicopata” ao criticar medidas como antecipação do feriado de 9 de julho para a próxima segunda-feira (25). Quem saiu em defesa foi o deputado Carlão Pignatari (PSDB). "Psicopata é quem chama”. O presidente da Casa, Cauê Macris (PSDB), pediu para Pignatari se atentar ao projeto em discussão. O deputado de Votuporanga, então, preferiu encerrar a fala. 


Congelou 
E a crise do coronavírus congelou por mais quatro anos o projeto do vereador José Carlos Marinho (Patriota) de introduzir ao universo das urnas o filho Bruno Marinho. A ideia dele, que cumpre o quarto mandato, era aposentar-se e tentar passar para o rebento seu espólio eleitoral. Mas o veteraníssimo pai pensou bem e decidiu não arriscar em tempos tão imprevisíveis. 

Sem jogo 
Isso porque toda a jogada estratégica de Marinho para o filho reside literalmente nos campos onde orbitam boleiros em torno de rachas, várzeas e campeonatos de futebol amador. Com quarentena impedindo aglomerações, jogos e churrascos fica difícil fixar o nome do garoto na sua base. 

Embolou 
Assim, a disputa dentro do Patriota, partido para o qual Marinho, que era PSB, migrou com o filho, deve se tornar mais acirrada. A leitura é de que o também vereador Pedro Roberto é o favorito para a primeira vaga. A pretensa segunda vaga teria, então, um time com musculatura que conta ainda com um terceiro vereador: Zé da Academia. 

Só no virtual 
Em meio à pandemia do coronavírus e integrante de uma geração de aspirantes a políticos mais íntima da tecnologia, Filipe Marchesoni, 33 anos, pré-candidato a prefeito de Rio Preto pelo Novo, também vem apostando nas lives como forma de se apresentar ao eleitorado. 

Sistema canibal 
Nas últimas semanas, ele virou uma espécie de entrevistador dos pré-candidatos a vereador pela legenda. Nestas conversas virtuais a pauta gira em torno de temas da atualidade e que impactam na vida da cidade. Na tarde desta quarta-feira, 20, por exemplo, o bate-papo foi com o consultor empresarial Felipe Ramos. Para ambos, a pandemia demonstra "o quanto empresas e comércio estão fragilizados no Brasil”. "O sistema tributário é canibal”, resumiu o prefeiturável. 

Vaquinha virtual 
O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) analisa mais oito pedidos de portais interessados em oferecer hospedagem de sites de pré-candidatos a prefeito e vereador que buscam verba entre apoiadores na internet. Caso estejam aptos, vão se somar aos outros 14 sites, como o DLNews mostrou nesta terça-feira (19).

Sob nova direção 1
Sob nova direção, a Universidade Brasil busca apoio político para tentar sobreviver ao tsunami em que se viu envolvida após investigações e denúncias da Polícia Federal e do Ministério Público. Nesta semana, o atual reitor da instituição, Filipe Sigollo, se reuniu com o prefeito de Fernandópolis, André Pessuto (DEM), para apresentar providência que estariam sendo tomadas pela nova governança. E também um "plano de futuro”. 

Sob nova direção 2
A direção da Universidade citou os mais de 5, 5 mil alunos e 500 funcionários para dimensionar a importância da instituição na cidade. E elencou ainda o papel no município do curso de medicina, instalado duas décadas atrás e que se tornou o pivô de boa parte das supostas irregularidades que levaram seus donos para a cadeia. Segundo a Uni Brasil, todos os cursos continuam em pleno funcionamento por meio da plataforma de ensino a distância e, neste momento, a Universidade Brasil se empenha em dirimir as questões em torno da Portaria nº 145 (SERES/MEC), que coloca em xeque o curso de medicina. 






Anunciar no Portal DLNews

Seu contato é muito importante para nós! Assim que recebemos seus dados cadastrais entraremos em contato o mais rápido possível!