Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência.



Foto por: Ana Ruffo
Encontro foi realizado em sala da OAB de Mirassol

Após 42 anos, mãe e filha se reencontram virtualmente

Por: Bruna Yamasaki
20/11/2020 às 10:56
Cidades

Presente de Natal antecipado para as duas foi proporcionado por advogada


O Natal se aproxima e todo ano a emoção é sempre a mesma. Paz, amor, perdão e união são sentimentos que esse momento mágico desperta nas pessoas. É, inclusive, um bom momento para celebrar um reencontro de mais de 40 anos. 

Apesar de não ter sido entregue pelo bom velhinho, o reencontro virtual com a filha foi um grande presente que a dona Neuza, moradora de Mirassol, recebeu. A responsável por esse momento foi a advogada Ana Ruffo, nomeada para acompanhar o processo de Declaração de Ausência aberto em 2000.

Mãe e filha se encontraram por chamada de vídeo na Ordem dos Advogados do Brasil de Mirassol na última quarta-feira (18) e o momento emocionou todos que estavam presentes. Apesar disso, por enquanto, a família não tem condições de marcar um encontro presencial.

O processo foi aberto pela mãe, de 79 anos, há 20 anos. Naquela época já fazia 22 que não tinha mais contato com a filha. Fátima saiu de casa muito cedo, aos 14 anos, para trabalhar como doméstica em São Paulo. De família simples, ela trabalhou desde muito nova para se sustentar, precisando abandonar os estudos ainda no primário.

"Teve uma época que isso era muito comum. A menina do sítio, de família pobre, ir trabalhar para outras famílias... algumas pessoas quase davam as filhas embora”, falou a advogada responsável pelo caso.

A Declaração de Ausência é um processo que acompanha, judicialmente, o desaparecimento ou a falta de notícias de uma pessoa. A cada 10 anos é movimentado e durante esse período são feitas buscas por informações, endereço ou algo relacionado à pessoa. "Essa era a última movimentação do processo para então declarar ela definitivamente ausente”, contou Ana.

A ida da filha para São Paulo em 1978 foi feita dentro da lei. Foram até o Fórum de Mirassol para que um termo de guarda e responsabilidade fosse assinado. A mãe chegou a ir para a cidade grande procurar a menina, porém, talvez pela troca de endereço, a filha nunca mais foi localizada.

A advogada de Mirassol tentou pelas redes sociais localizar a filha desaparecida. Pela foto, nome e idade aproximada, entrou em contato com Fátima, que hoje tem filhos e netos em Guarulhos. "Ela me respondeu desconfiada e eu me apresentei, disse para que consultasse na OAB de lá. Aos poucos ela me contou sobre a família e perguntou se eu sabia se a mãe dela estava viva”.

A última assinatura deixada por dona Neuza foi nos anos 2000. A advogada então se prontificou a procurar pela mãe no endereço indicado no processo. No início a idosa também ficou desconfiada, mas se emocionou com a novidade de que a filha que não via há mais de 40 anos havia sido encontrada. 

Todos o processo foi informado para o presidente da OAB de Mirassol que topou fazer o reencontro virtual em uma sala da instituição. "Foi emocionante, a filha pediu muito perdão para a mãe, mas nesse momento elas não têm condições de se ver pessoalmente”.

Foto por: Reprodução
Da esquerda para direita: Dra Ana Ruffo, Jucimara (irmã da Fátima), Neusa (mãe da Fátima) e Dr Marcos Galves presidente da OAB de Mirassol






Anunciar no Portal DLNews

Seu contato é muito importante para nós! Assim que recebemos seus dados cadastrais entraremos em contato o mais rápido possível!