Foto por: Divulgação
Filme ’Klaus’ (2019)

’Klaus’, da Netflix, não pode faltar na sua lista deste Natal; veja crítica

Por: Miguel Flauzino
05/12/2019 às 08:30
Cultura e Diversão

Nas vésperas do natal, a Netflix produziu seu primeiro longa de animação baseado em uma das épocas mais esperadas do ano. Ainda que haja inúmeros filmes sobre o espírito natalino, ‘Klaus’ cria uma atmosfera única, acompanhada de um borbulho de sentimentos, que são deliciosos para este tipo de produção.

Jesper é um rapaz que tem tudo na mão e não quer nada com nada. Mas depois de ser mandado para uma pequena ilha chamada Smeerensburg, suas visões e concepções começam a mudar, fazendo com que sua vida vá para outro rumo. Conhecendo também novas pessoas e fazendo novas amizades.

Dinâmico e diferente esteticamente, o filme é orgânico em suas execuções. Sergio Pablos na direção sabe quando fazer o espectador rir, chorar e se emocionar. Até porque o diretor já possui experiência neste meio (participou de produções como ‘Meu Malvado Favorito’, ‘Minions’, entre outros). E esteticamente é diferente e lindo, possuindo traços distintos daqueles que estamos acostumados. Acompanhando este contexto, perceba como a pequena cidade é banhada em cores escuras e sem vida, até que, depois de mudar seu temperamento, retorna com paletas fortes e vivas.

O longa possui uma narrativa totalmente improvável e divertida. Toda magia natalina feita para as crianças (personagens) é extremamente eficiente quando se solidifica em descobertas convincentes – enquanto elas acabam observando e vivendo fatos imprevisíveis, nós (pessoas já conscientes da realidade de todo Natal) presenciamos explicações interessantes e humanizadas, imersas em uma narrativa gostosa. Por mais que percebamos o que aconteceu, a atmosfera natalina introduzida na história não é destruída.

O roteiro engana em diversos momentos o espectador, tirando-o do clichê constante de filmes deste subgênero. Como por exemplo o trenó e as renas voadoras, o próprio "Papai Noel”, o modo da entrega dos presentes e até mesmo a explicação de "ser um menino bom para ganhar presente”. As revelações são feitas continuamente e instigam o espectador a querer conhecer mais da obra. Afinal, fomos acostumados a outro tipo de narração.

Por fim, ‘Klaus’ é uma ótima estreia para a Netflix como seu primeiro filme de animação. Desta vez a plataforma acertou nas parcerias. Que isto possa servir como exemplo para que ela continue pensando diferente, já que por vários momentos vimos produções sem muito sal.

Nota: 5/5 (Excelente)








Anunciar no Portal DLNews

Seu contato é muito importante para nós! Assim que recebemos seus dados cadastrais entraremos em contato o mais rápido possível!