Foto por: Reprodução Google Maps
Fundação Casa de Rio Preto

Mais 27 adolescentes da Fundação Casa testam positivo para Covid-19, totalizando 42 casos

Por: Da redação
01/07/2020 às 20:12
Saúde

Testes rápidos foram feitos na unidade após adolescente de 15 anos com Covid-19 ter ficado isolado em banheiro desativado na unidade da Fundação Casa em Rio Preto. Diretor da instituição foi afastado das atividades após investigações

Mais 27 adolescentes internados na Fundação Casa de Rio Preto testaram positivo para Covid-19. A informação foi confirmada pela instituição nesta quarta-feira (1º).

De acordo com a assessoria de comunicação da Fundação Casa, mais 14 adolescentes apresentaram sintomas gripais na última semana e foram submetidos ao teste de PCR para Covid, somando no total 29 adolescentes que tiveram que fazer o teste. Desses 29 internos, 2 deles apresentaram resultados negativos e 27 positivos à Covid-19.

Anteriormente, 15 garotos já haviam sido positivados. Os testes passaram a ser feitos na unidade no mês passado, após um adolescente de 15 anos, com Covid-19, ter ficado isolado em um banheiro desativado. Após investigações, o diretor da unidade foi afastado das funções.

Até o momento, 17 adolescentes foram liberados pelo Judiciário, com recomendação da área da saúde de isolamento domiciliar – sendo dois deles negativos. Doze jovens positivos continuam na instituição e estão isolados em espaço específico. No total, 6 servidores estão negativos, 15 positivos, 4 aguardam resultado e 2 não fizeram o exame.

Seguindo provimento do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o Judiciário está sendo informado dos casos.

Ações de combate

A Instituição informa que, logo após a decretação da pandemia, foi criado internamente o Comitê de Gerenciamento de Crise. O órgão tomou decisões e implementou medidas em todos os centros socioeducativos do Estado, visando a preservar a vida dos adolescentes em atendimento e dos servidores, assim como manter um ambiente de trabalho seguro.

Nos centros, os servidores receberam equipamentos de proteção individual (EPI) e estão orientados sobre os procedimentos de limpeza e higiene a seguir. Os profissionais também são apoiados pela equipe de saúde da sua respectiva divisão regional e pela Superintendência de Saúde da Fundação.

Entre as ações realizadas estão a criação de Centros de Atenção Especial (CAE), como espaços de quarentena para a entrada de jovens no sistema socioeducativo, apreendidos pela Polícia. Nesses centros, com servidores orientados sobre cuidados de higiene e com equipamentos de proteção individual (EPI), os adolescentes ficam 14 dias antes de serem transferidos para qualquer centro de internação provisória.

As atividades presenciais nos centros foram suspensas, como visitas dos familiares, atividades religiosas, palestras, serviço voluntário, aulas da educação escolar com professores da rede pública estadual e cursos e oficinas executados por organizações sociais parceiras. As saídas

externas dos adolescentes também foram suspensas, exceto nas situações de urgência e emergência.

As atividades pedagógicas foram substituídas por uma agenda especial, aplicada pelos servidores do Pedagógico da Fundação Casa.

Monitoramento

A instituição também adquiriu insumos: álcool em gel, luvas, avental, sabão, oxímetro, termômetro infravermelho e máscaras descartáveis e de tecido. Os Centros são monitorados rotineiramente para verificar a disponibilidade dos suprimentos.

Há ainda campanha interna de conscientização permanente sobre os cuidados de higiene e de uso de máscaras pelos servidores. Foram criadas ainda novas regras e normas para higiene, limpeza, desinfeção e esterilização dos ambientes, assim como para revistas nas entradas dos espaços dos centros socioeducativos, com uso obrigatório de máscaras e inspeção da temperatura corporal.






Anunciar no Portal DLNews

Seu contato é muito importante para nós! Assim que recebemos seus dados cadastrais entraremos em contato o mais rápido possível!