Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência.



Foto por: Reprodução
Postagem do vereador no Facebook

Vereador Branco "apanha" de todo lado após postagem polêmica

Por: Da Redação
21/07/2021 às 15:17
Política

Anderson Branco postou imagem de uma mão aparentemente de um homem branco, segurando outra mão, essa de aparência demoníaca e com as cores do movimento LGBTQI+, que tenta agarrar uma criança. Conselho de Ética recebe "chuva" de protestos


O vereador Anderson Branco (PL), da Câmara de Rio Preto, está sendo alvo de críticas de cidadãos e de centenas de internautas por postagem considerada homofóbica. Branco postou imagem de uma mão aparentemente de um homem branco, segurando outra mão, essa de aparência demoníaca e com as cores do movimento LGBTQI+, que tenta agarrar uma criança. A postagem traz ainda a mensagem "na minha família não", como querendo dizer que homossexuais estariam assediando crianças e tentando influenciá-las, além de ter escrito frases que já o caracterizaram, como "minha bandeira é a família."

Nas redes sociais, internautas não perdoaram o vereador, já conhecido por suas posições contra homossexuais. "Homofobia é crime", escreveu o assessor da Cultura Jorge Vermelho. O fotógrafo Marcelo Melo disse: "parece um bebezão mimado." "Senhor vereador, já pensou em buscar uma terapia? Pode te ajudar em vários sentidos", completou Rodolfo Lima. A Comissão de Direitos Humanos da OAB anunciou que vai representar contra o vereador por quebra de decoro parlamentar e também pelo crime de homofobia.

O fato de Branco ser presidente do Conselho de Direitos Humanos da Câmara foi lembrado pelos internautas, que consideram um fator a mais de gravidade. "Como você se tornou presidente dos direitos humanos", questionou Guilherme Francisco.  "E ainda se diz presidente dos direitos humanos. Quanta hipocrisia", completou Daniel Toledo. As citações bíblicas de Branco no post foram outro alvo de internautas. "Deus deve morrer de vergonha de você", disse Bruno Silva. "Nossas famílias estão nas mãos de Deus sim. Mas não desse seu deus. O ódio nunca vencerá", completou Rodolfo Zago.

"Tomaremos providência"

A reportagem do DL News apurou que o Conselho de Ética da Câmara já está recebendo uma "chuva" de protestos e pedido de providência.  Já se manifestou, por exemplo, a Comissão de Diversidade Sexual e de Gênero da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Presidente do Conselho de Ética, Paulo Pauléra, disse que, pessoalmente, não compactua com a postura de Branco e que é radicalmente contra homofobia e racismo. Ele lembrou uma frase do papa Francisco, quando respondeu sobre uma pergunta sobre questão de gênero. "O papa, que é o papa, disse certa vez: não estou apto para julgar ninguém, quem julga é Deus".

Na condição de presidente do Conselho, Pauléra respondeu tecnicamente. "Tenho que receber formalmente as denúncias, não pode ser nada anônimo. Sei que estão dizendo que vai chegar. Recebendo, eu reúno o conselho, peço parecer do departamento jurídico; analisaremos e tomamos providências".

Como um dos integrantes do Conselho é o próprio Branco, Pauléra vai convocar o suplente, Bruno Moura. Os demais integrantes são Bruno Marinho, Celso Peixão e cabo Julio Donizete, além de Pauléra.

Questionado, Branco tem dito que vai "aguardar em silêncio" e repete sempre que não considera que ofendeu ninguém, apenas que "defendeu" as crianças.

Pauléra lamentou a polêmica: "Pensei que como presidente do Conselho iria passar ileso, mas infelizmente é um problema atrás do outro. Fazer o quê? Vamos enfrentar".

Ouvidoria 

O presidente da Câmara, vereador Pedro Roberto (Patriota), encaminhou na tarde desta quarta-feira (21), ao Conselho de Ética denúncias recebidas pela Ouvidoria do Legislativo sobre postagens em mídias sociais realizadas pelo vereador Anderson Branco (PL). Os denunciantes apontam conteúdo homofóbico e racista e cobram providências. 

Pedro afirma, na nota, que repudia qualquer expressão preconceituosa, dentro e fora do ambiente legislativo, e esclarece que as manifestações individuais dos parlamentares não refletem a opinião desta presidência e da Casa de Leis.  

Cabe agora ao Conselho de Ética analisar as denúncias e aplicar as sanções disciplinares cabíveis.









Anunciar no Portal DLNews

Seu contato é muito importante para nós! Assim que recebemos seus dados cadastrais entraremos em contato o mais rápido possível!