Famosos têm dados usados em pedido do auxílio emergencial

Por: FOLHAPRESS - FERNANDA PEREIRA NEVES
03/07/2020 às 14:30
Famosos

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Atores, cantores e até um vencedor do Big Brother Brasil solicitaram o auxílio emergencial de R$ 600 concedidos pelo governo durante ...

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Atores, cantores e até um vencedor do Big Brother Brasil solicitaram o auxílio emergencial de R$ 600 concedidos pelo governo durante a pandemia do novo coronavírus. A maior parte, no entanto, afirma que nunca fez o pedido e teve os dados usados de forma fraudulenta.
Esse tipo de crime já tinha sido denunciado pelo jornalista William Bonner, 56, que afirmou em maio, que o CPF do filho, Vinícius Bonemer, 22, tinha sido usado também para pedido do auxílio. "Meu filho não pediu auxílio nenhum, não autorizou ninguém a fazer isso por ele. Mais uma fraude, obviamente", disse ele.
Agora, também parecem ter sido vítimas da fraude nomes como o da cantora Manu Gavassi, 27, dos atores Thammy Miranda, 37, e Theo Becker, 43, do humorista Batoré, 60, e do ex-BBB Cezar Lima, que ganhou R$ 1,5 milhões no programa em 2015. Dessas, apenas a solicitação feita em nome de Thammy foi rejeitada pelo governo.
Procurada, a assessoria de Thammy afirmou que o ator já estava ciente da fraude e que chegou a registrar boletim de ocorrência por falsidade ideológica no 10º DP de São Paulo. Segundo a Secretaria de Segurança Pública, o ator já foi ouvido e a polícia está realizando diligências para esclarecer os fatos.
Em abril, antes da confirmação da fraude, Thammy, que já anunciou que será candidato nas próximas eleições, chegou a postar dicas em seu Instagram de como trabalhadores informais, microempreendedores, autônomos e desempregados deveriam solicitar o auxílio emergencial
A cantora e ex-BBB Manu Gavassi também afirmou, por meio de sua assessoria, que denunciou a fraude às autoridades policiais. Já Theo Becker afirmou que não fez a solicitação pelo auxílio emergencial e que "repudia quem busca por subterfúgios ilícitos conseguir tal benefício e quem explora a imagem dele".
Segundo sua assessoria, o ator e a mulher não se enquadram para receber o benefício. "A família não passa por necessidades e está muito feliz com a chegada da Bella Becker e, Theo tem a agradecer é por diversas oportunidades que está tendo em mostrar seu potencial de dramaturgia e o quão bom profissional é nesta área."
Também aparecem na lista de pedidos aprovados pelo governo o campeão do BBB 15, Cezar Lima, que ganhou R$ 1,5 milhão no reality em 2015. Procurado, ele afirmou que, como foi candidato a deputado federal nas últimas eleições, seus dados são de fácil acesso e que acabaram sendo usados de forma indevida.
"Infelizmente, tive a confirmação de que foi utilizado de forma indevida meu CPF para fins de auferir benefício", afirmou ele.
Outra celebridade na lista de beneficiados pelo auxílio está o humorista Batoré, 60, famoso por sua participação no programa A Praça É Nossa (SBT). Ele foi procurado na tarde desta sexta, mas ainda não respondeu à reportagem.
O Ministério da Cidadania, responsável pelo auxílio emergencial, foi procurado, mas ainda não respondeu. Em maio, após denúncia de Bonner, a pasta afirmou que o processo de solicitação do benefício segue as regras definidas na lei 13.982/20 e que "todos os requerentes têm o dever legal de prestar as informações corretamente, sem omissões ou utilização de dados de terceiros em cadastros públicos".
A penalidade, neste caso, é de prisão de um a até cinco anos e multa, se o documento for público. O ministério afirmou na ocasião que qualquer indício de ilegalidade é imediatamente informado à Polícia Federal.

Publicado em Fri, 03 Jul 2020 14:00:00 -0300






Anunciar no Portal DLNews

Seu contato é muito importante para nós! Assim que recebemos seus dados cadastrais entraremos em contato o mais rápido possível!