Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência.



Cidade de SP prevê vacinar meio milhão de pessoas com segunda dose na próxima semana

Por: FOLHAPRESS - ALFREDO HENRIQUE
22/07/2021 às 18:30
Brasil e Mundo

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A cidade de São Paulo prevê na próxima semana aplicar a dose de reforço da vacina contra a Covid-19 em cerca de 500 mil pessoas que...


SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A cidade de São Paulo prevê na próxima semana aplicar a dose de reforço da vacina contra a Covid-19 em cerca de 500 mil pessoas que tomaram a primeira dose das fabricantes AstraZeneca ou da Pfizer. Entre elas estão as de 60 anos a 62 anos, que começaram a ser vacinadas no dia 6 de maio, conforme calendário da Prefeitura de São Paulo, gestão Ricardo Nunes (MDB).

Esse grande volume de pessoas é esperado pelo fato de que o intervalo entre a primeira e segunda dose para as vacinas da AstraZeneca e da Pfizer é de 12 semanas, enquanto o da Coronavac é de quatro semanas. O único caso em que a regra não se aplica é o da Janssen, de dose única.

Para saber quando a pessoa deve comparecer ao ponto de vacinação para tomar a segunda dose, a dica é conferir o papel entregue na primeira ida ao posto de vacinação. Nele constam dados importantes que serão usados para o reforço na imunização, tais como a data prevista para a segunda dose e o fabricante do imunizante.

Nesta quinta-feira (22), Nunes e o secretário municipal de Saúde, Edson Aparecido, anunciaram o início de vacinação de pessoas de 29 anos a partir da próxima terça-feira (27) na capital. As pessoas dessa idade também serão atendidas na quarta-feira (28). Aquelas com 28 anos de idade poderão procurar os pontos na próxima quinta-feira (29) e sexta-feira (30).

A quantidade de pessoas aptas a tomar a vacina na cidade de São Paulo com 28 anos e 29 anos de idade é de cerca de 300 mil pessoas. Entretanto, 22% do total (66.017) já foram imunizados com a primeira dose por pertencerem a outros grupos já contemplados, tais como profissionais das áreas de saúde, educação, forças de segurança e quem tem comorbidades.

Somado aos 500 mil esperados para a segunda dose, a previsão é de mais de 730 mil pessoas devem comparecer nos postos de saúde na próxima semana. Aparecido comentou que as filas serão inevitáveis.

"Estamos em um momento difícil. As faixas etárias [atualmente vacinadas] são numerosas e o contingente de gente com D2 [segunda dose] é muito grande. Então, isso está juntando muita gente. Teremos [na próxima semana] um movimento pesado, filas, não tem jeito", disse Aparecido.

A partir de segunda (26), grávidas e puérperas que tomaram a primeira dose da AstraZeneca receberão o reforço da Pfizer, já que a aplicação da vacina de Oxford foi proibida em gestantes pelo Ministério da Saúde..

Segundo dados apresentados pelo prefeito Ricardo Nunes, até a manhã desta quinta, 75,5% das pessoas elegíveis a tomaram a vacina na capital já tomaram ao menos uma dose do imunizante. No Estado de São Paulo, esse número chega a 72%.

está vacinando o grupo de 31 anos nesta quinta (22) e começa a imunizar o público de 30 na sexta (23). O prefeito confirmou que pessoas de 29 serão vacinadas na terça (27) e quarta-feira (28) da próxima semana na capital paulista. Já as pessoas com 28 anos serão na quinta (29) e sexta-feira (30).



Publicado em Thu, 22 Jul 2021 18:09:00 -0300







Anunciar no Portal DLNews

Seu contato é muito importante para nós! Assim que recebemos seus dados cadastrais entraremos em contato o mais rápido possível!