Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência.



Foto por: Divulgação/Prefeitura de Rio Preto
Cinco emas nascidas no Zoológico de Rio Preto foram encaminhadas ao GramadoZoo.

Zoológico de Rio Preto envia oito filhotes para GramadoZoo, no Rio Grande do Sul

Por: Da Redação
21/04/2021 às 12:33
Cidades

Foram enviadas cinco emas, uma loba-guará nascidas e dois tamanduás-bandeira. O intercâmbio e envio desses animais faz parte do trabalho de conservação das espécies que favorece a manutenção da variedade genética das populações em cativeiro.


O Zoológico de Rio Preto, órgão da Secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo, encaminhou oito filhotes de três espécies diferentes para o GramadoZoo, na cidade gaúcha de Gramando, no estado do Rio Grande do Sul. 
 
Cinco emas e uma loba-guará, nascidas no Zoo de Rio Preto, além de dois tamanduás-bandeira, resgatados órfãos, foram encaminhados à instituição por meio de programas de cooperação para conservação de espécies nativas, por determinação do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e da Associação de Zoológicos e a Aquários do Brasil (Azab). 
 
A filhote fêmea de lobo-guará nasceu no Zoológico de Rio Preto em 17 de julho do ano passado. A outra loba, nascida da mesma cria, foi encaminhada em março deste ano ao Bioparque, o antigo Zoológico do Rio de Janeiro. 

O intercâmbio e envio desses animais para o zoológico de Gramado faz parte do trabalho de conservação das espécies que favorece a manutenção da variedade genética das populações em cativeiro, visando futuros repovoamentos de áreas onde estão ameaçados de extinção ou foram extintos. 

De acordo com o veterinário Renan Alves Stadler, responsável técnico pelo GramadoZoo, os pilares da instituição são a educação ambiental, pesquisa e conservação das espécies brasileiras. Trata-se de um zoo exclusivo da fauna brasileira, que trabalha com diversas espécies ameaçadas de extinção. "Assim como o zoo de Rio Preto, fazemos parte do programa de conservação do tamanduá-bandeira, lobo-guará e outras espécies. A parceria com o Zoo de Rio Preto é muito importante para manter essas espécies ameaçadas, estudar mais seus hábitos e mitigar os danos que causamos a esses animais”, explicou Stadler.
 
"Tanto o tamanduá quanto o lobo-guará sofrem muito com a ação do homem na natureza. A reprodução em cativeiro, que está ocorrendo no Zoo de Rio Preto, demonstra como os animais estão bem cuidados e adaptados ao ambiente, por isso a instituição de vocês está de parabéns”, concluiu o veterinário do GramadoZoo.







Anunciar no Portal DLNews

Seu contato é muito importante para nós! Assim que recebemos seus dados cadastrais entraremos em contato o mais rápido possível!