Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência.



Foto por: Reprodução
Cezar Júnior, integrante do Novo e signatário da carta contra impeachment

Líderes do Novo de Rio Preto assinam carta contra impeachment de Bolsonaro

Por: Da Redação
25/01/2021 às 17:50
Bastidores

Na linha oposta do que vem sendo defendido pelo ex-presidenciável João Amoêdo, integrantes de nove diretórios municipais de vários Estados enviaram parecer ao comando nacional da legenda


Cabo de guerra 
No cabo de guerra que se instalou dentro do Partido Novo em todo o País, colocando em lados opostos apoiadores e opositores de Jair Bolsonaro (sem partido), líderes do diretório municipal de Rio Preto decidiram por conta e risco ajudar a puxar a corda em favor do presidente. 

De Rio Preto 
Cezar Júnior e Diego Fonn assinaram, com lideranças de outros oito diretórios municipais, um documento enviado ao comando nacional do partido contra o impeachment de Bolsonaro. Rio Preto é o único diretório entre os nove que aparecem no documento, localizado no Estado de São Paulo. Os demais são de Baleário Camboriú (SC), Caxias do Sul (RS), Contagem (MG), Cuiabá (MT), Joinville (SC), Juiz de Fora (MG), Manaus (AM) e Vila Velha (ES). 

Contra Amoêdo
Vale lembrar que João Amoêdo, fundador e candidato à presidência pelo Novo em 2018, afastado do comando nacional do partido após "discordâncias internas” no ano passado, se tornou uma das "vozes” mais barulhentas e enfáticas nas redes sociais em favor do impeachment do presidente. 

Iniciativa pessoal 
Em Rio Preto, a sigla é presidida por Zózimo Barbosa e teve o empresário Filipe Marchesoni como candidato a prefeito nas últimas eleições municipais. Nenhum dos dois se posicionou sobre o documento. Cezar Júnior, que é consultor de empresas, disse ao DLNews que se trata de uma iniciativa pessoal. Uma forma forçar o comando do partido a não tomar uma posição sem ouvir a opinião das bases. 

’Sem fato jurídico’
"Embora esteja o DM (no documento) que fazemos parte, na verdade são manifestações nossas como filiados”, afirma Cezar. "Somos contra o Novo se manifestar sem um fato jurídico que comprove o impeachment”, continua. Ele diz ainda que em 2016, o partido só se posicionou a favor do impeachment de Dilma Rousseff (PT) quando o TCU (Tribunal de Contas da União) confirmou crime de responsabilidade. 

Minimizou 
Em reportagem do Antagonista, a direção nacional do Novo minimizou o documento, que foi encaminhado via Whatsapp e e-mail ao presidente do partido, Eduardo Ribeiro. "Há documentos semelhantes, a favor e contra o impeachment de Jair Bolsonaro, que circulam em grupos no partido, sem nenhum caráter oficial”, disse a assessoria de imprensa do partido, que tem hoje 46 diretórios municipais e três núcleos municipais (Londrina, Sorocaba e Uberlândia).







Anunciar no Portal DLNews

Seu contato é muito importante para nós! Assim que recebemos seus dados cadastrais entraremos em contato o mais rápido possível!