Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência.



Foto por: Divulgação
Vacina: novo lote é esperado em Rio Preto nesta quarta (20)

Rio Preto espera novo lote de Coronavac, mas cobertor ainda é curto para demanda prioritária

Por: Da Redação
19/01/2021 às 19:55
Bastidores

Secretaria da Saúde receberá 7,8 mil doses e planeja início da vacinação municipal na quinta. Funfarme recebeu 7 mil, porém exclusivas para funcionários do HB e HCM


A ótima notícia 1
Rio Preto espera para esta quarta-feira (20) mais 7,8 mil doses da Coronac, que serão enviadas pelo Governo do Estado. A nova remessa é endereçada à Secretaria de Saúde do município. Sem tempo a perder, a pasta planeja dar início à campanha de imunização local já na quinta-feira (21). 

A ótima notícia 2
A cidade, por meio da Funfarme, já recebeu 7 mil doses, estas destinadas exclusivamente aos trabalhadores da linha de frente da Covid daquela instituição, que engloba Hospital de Base, Hospital da Criança e Maternidade e Famerp. Sem dúvida, uma ótima notícia para a população de uma cidade que  já contabiliza 39.141 doentes e está às portas das mil mortes (são 990 até o momento).  

A conta que preocupa 1
Apesar da euforia, o desafio da Saúde, agora, é esticar o ainda curto cobertor para o lado mais suscetível ao coronavírus: o pessoal que atua diretamente no atendimento aos doentes dentro de hospitais e unidades de pronto atendimento. Para se ter ideia, são 3.623 trabalhadores destes setores contaminados. Os idosos, especialmente os institucionalizados, representam outro grupo de grande risco. E é justamente essa demanda que a secretaria comandada por Aldenis Borim pretende priorizar. Mas, ainda assim, a conta é apertada e exige escolhas. 

A conta que preocupa 2 
Isso porque só em Rio Preto são 18 mil trabalhadores da saúde, sendo 3,1 mil lotados na Secretaria de Saúde. Importante lembrar que somando tudo, as 14,8 mil doses (7 mil para Funfarme e 7,8 mil para Prefeitura de Rio Preto) são suficientes para a imunização completa de 7,4 mil pessoas, uma vez que são necessárias duas doses. No caso de Aldenis, sua lista contará com 3,9 mil escolhidos. 

Quebra cabeça 
Isso se a pasta decidir não correr risco e já deixar reservada a segunda dose, que deve ser dada num intervalo de no máximo 20 dias. A outra estratégia possível, e que vem sendo analisada Brasil afora, é liquidar toda a oferta disponível na primeira dose e esperar novas remessas para o complemento. Algo arriscado diante das incertezas sobre insumos e novas produções. 

O mapa 
A divulgação de qual estratégia será adotada ocorrerá em coletiva da Saúde nesta quarta-feira, segundo a assessoria de comunicação da Prefeitura de Rio Preto. A única coisa concreta  é que, entre os 18 mil funcionários, vão encabeçar a lista o pessoal que está nos serviços específicos da Covid das redes públicas e privadas. Mais os velhinhos dos asilos, além dos acamados. Já é o começo...







Anunciar no Portal DLNews

Seu contato é muito importante para nós! Assim que recebemos seus dados cadastrais entraremos em contato o mais rápido possível!