Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência.



Foto por: Reprodução
Presidente da Acirp, Kelvin Kaiser

Acirp diz que vai pressionar governo de SP para que Rio Preto volte à fase amarela

Por: Da Redação
15/01/2021 às 17:42
Economia

Em nota, entidade diz que a cidade tem condições de atender a população


A Associação Comercial e Empresarial de Rio Preto (Acirp) afirmou, em nota que vai pressionar o governo de São Paulo para "reclassificação imediata da cidade para a fase amarela".

Na tarde desta sexta-feira (15), a região de Rio Preto foi rebaixada para fase laranja devido ao aumento de casos, óbitos e, principalmente, ocupação de leitos de UTI, que superou os 70%.

A entidade diz que a reclassificação desta sexta foi uma "surpresa" e que Rio Preto tem condições de atender os pacientes com Covid. "Temos capacidade para atender a população com os novos leitos que estarão disponíveis", afirmou a Acirp.

Com a regressão da região, os bares só poderão funcionar delivery. "Isso é muito complicado neste momento, porque sabemos que muitos estabelecimentos não conseguirão trabalhar com as restrições e terão de fechar suas portas. Uma tragédia econômica para milhares de trabalhadores do setor", disse a entidade.

Confira abaixo a nota na íntegra

POSICIONAMENTO ACIRP - FASE LARANJA
A cidade de Rio Preto tem capacidade para atender toda a população.

"Sabíamos que os índices de internações, infelizmente, estavam aumentando na cidade, assim como em todo o Brasil.

A Prefeitura já estava se movimentado para ampliar o número de leitos disponíveis e profissionais da saúde e, entre segunda e terça da próxima semana, já teremos outra realidade sobre a capacidade de atendimento - que hoje está em 70% de ocupação. Uma situação preocupante, mas administrável pela Secretaria de Saúde.

A antecipação de reavaliação do Governo do Estado não estava prevista e fomos pegos de surpresa. Com a disponibilidade dos leitos na próxima semana teremos outra situação. Além disso, o Governo do Estado mudou os critérios de pontuação e peso dos indicadores na última hora, sem tempo para que as prefeituras se adaptassem.

A Acirp vai pressionar o governo para que faça a reclassificação imediata da cidade para a fase amarela porque temos capacidade para atender a população com os novos leitos que estarão disponíveis. O setor produtivo não é o vilão. Isso já está comprovado.
Felizmente, não teremos mudanças significativas para a maior parte dos segmentos com o rebaixamento.

Setores que antes estariam fechados nesta fase laranja, agora poderão funcionar com horário e capacidade reduzidas, seguindo todos os protocolos sanitários, como restaurantes, academias, salões e barbearias, cinema, teatro e parques, além dos demais setores que continuarão abrindo, também com redução no atendimento e capacidade.

Os principais afetados serão os bares, que não podem receber cliente para consumo no local – apenas delivery e retirada.
Isso é muito complicado neste momento, porque sabemos que muitos estabelecimentos não conseguirão trabalhar com as restrições e terão de fechar suas portas. Uma tragédia econômica para milhares de trabalhadores do setor.

É preciso que população fique alerta porque os indicadores estão em crescimento. Mantenha distanciamento, evite aglomeração, use máscaras e álcool em gel.

Estamos contando com o bom senso do Governo Estadual que, assim como mudou os critérios de última hora, também faça a avaliação imediata dos indicadores das prefeituras que agirem para atender a população".







Anunciar no Portal DLNews

Seu contato é muito importante para nós! Assim que recebemos seus dados cadastrais entraremos em contato o mais rápido possível!