Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência.



Médicos da região emitem nota defendendo vacinação; confira

Por: Da Redação
14/01/2021 às 09:40
Saúde

Entidades esperam ainda que Anvisa avalie os imunizantes disponíveis "o mais rápido possível"


Assim como a Associação Médica Brasileira (AMB), a Associação Paulista Médica (APM), regional de Rio Preto, e a Sociedade de Medicina e Cirurgia (SCM) de Rio Preto divulgaram nota nesta quinta-feira (14) defendendo a vacinação no País.

A nota oficial fala sobre a necessidade de se confiar na ciência e pede que a Anvisa avalie "o mais rápido possível" a utilização das duas vacinas que estão sob sua análise -  CoronoVac (Instituto Butantã) a a Oxford/AstraZeneca (Fiocruz).

Confira abaixo a nota na íntegra.

POSICIONAMENTO DA APM REGIONAL SÃO JOSÉ DO RIO PRETO SOBRE COVID-19 E VACINAÇÃO
A APM Regional de São José do Rio Preto, em concordância com a APM estadual e AMB, solicita aos brasileiros a aderirem à programação oficial de vacinação a ser definida pelas autoridades sanitárias, bem como manter medidas preventivas que reduzem a transmissão da COVID-19.

São diversas as vacinas em estudo de fase 3 para prevenção da COVID-19, estudos estes que possuem suas peculiaridades em relação a definição de infecção pelo coronavírus e tipo de população estudada. De uma maneira geral, as diferentes vacinas mostraram-se seguras e com eventuais reações adversas leves e de curta duração, como dor local, dor de cabeça e febre baixa. Demonstraram uma eficácia na prevenção de novos casos de COVID-19 que variou de 50,4% a 95%, dependendo do tipo de vacina e método empregado. Esses resultados foram superiores ao índice de eficácia de 50%, determinado como ideal pela Organização Mundial de Saúde. 

As vacinas com solicitação de uso emergencial no Brasil são: CoronoVac (Instituto Butantã), com resultados parciais (ainda não publicados) que mostram eficácia de 50,4% nos casos que não há necessidade de cuidados médicos e a da Oxford/AstraZeneca (Fiocruz), com redução global nos casos de 70% (62,1% em quem recebeu duas doses e 90% em quem recebeu dose reduzida). 

Nos últimos dias, vimos a apresentação da vacina do Instituto Butantã. A euforia produzida em todos deve ser mantida com cautela até que os dados do estudo e análises complementares sejam publicados. Até o momento, os resultados são positivos na prevenção de infecções que sobrecarregam os serviços de saúde, e promissores em relação a infecções graves, de modo que podem ter um impacto relevante na saúde pública. 

Devemos aguardar a ANVISA avaliar, o mais rápido possível, e validar as vacinas que cumprem com seus rigorosos critérios. Após aprovação, as vacinas deverão ser oferecidas à toda população brasileira de maneira eficaz e ampla. A logística desenvolvida pelos poderes municipais, estaduais e federal, para que os brasileiros sejam vacinados, deve ser minuciosamente planejada para que a maior quantidade possível de brasileiros seja vacinada e possamos diminuir o número alarmante de infecções e mortes diárias. 

O conhecimento científico é extremamente importante para a sociedade, pois a partir dele é possível a transformação social e cultural. Este conhecimento desafia verdades absolutas e traz novos horizontes. Nosso agradecimento aos que prezam pela Ciência e a tem apoiado. 

São José do Rio Preto, 13 de janeiro de 2021. 







Anunciar no Portal DLNews

Seu contato é muito importante para nós! Assim que recebemos seus dados cadastrais entraremos em contato o mais rápido possível!