Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência.



Foto por: Divulgação
Edinho Araújo, candidato à reeleição como prefeito de Rio Preto pelo MDB

PERFIL: Prefeito mais longevo da história de Rio Preto, Edinho quer mais

Por: Da Redação
29/09/2020 às 20:02
Perfil dos candidatos

Emedebista conseguiu montar o palanque mais robusto em termos de apoio na disputa pela Prefeitura de Rio Preto


Ao longo dos últimos 20 anos, Edinho Araújo (MDB) somará, no próximo dia 31 de dezembro, 12 anos como prefeito de Rio Preto. Ganhou uma das mais acirradas disputas municipais da história da cidade em 2000, quando fincou os pés de vez por aqui e enfrentou o ainda mítico Manoel Antunes. Reelegeu-se em 2004 e voltou em 2016. O intervalo de oito anos sem Edinho foi ocupado por Valdomiro Lopes (PSB) no comando do município. Ou seja, gostem ou não, a Rio Preto que se desenhou nestas duas décadas tem todas as digitais dos dois veteraníssimos políticos. E de mais ninguém.   

Aos 71 anos de idade, casado há 45 com Maria Elza, três filhos e sete netos, Edinho quer o quarto mandato. Se reeleito, somará 16 anos na Prefeitura, disparando no ranking de político mais longevo no cargo. Nesse momento, ele já ganha, por um mês, como o prefeito que mais governou Rio Preto. Conforme explica o historiador e jornalista Lelé Arantes, o coronel Adolfo Guimarães Correa foi prefeito de 1902 a 1914, mas, cassado em agosto do último ano de gestão, ele atuou 11 anos e 8 meses. 

Edinho aposta no discurso da experiência em tempos bicudos, especialmente diante de um cenário após a pandemia que abalou os alicerces econômicos e deixou um rastro de mortes pelo mundo, incluindo Rio Preto.  Costuma dizer que, apesar de septuagenário, sua equipe não consegue acompanhá-lo. 

De fato, impossível negar foco e energia a um político que ganhou 11 eleições e só contabiliza uma derrota nas urnas em seu currículo. Além dos três mandatos como prefeito de Rio Preto, foi prefeito de Santa Fé do Sul, onde nasceu, três vezes deputado estadual e quatro vezes deputado federal. Foi ainda ministro dos Portos no governo Dilma Rousseff (PT). Sim, o prefeito hoje alinhado a João Doria (PSDB), que em 2018 declarou apoio a Bolsonaro no segundo turno, já fez dobradinha com os petistas locais e do andar de cima. Essa "maleabilidade”, aliás, é marca registrada do emedebista. E talvez o segredo de sua sobrevivência política ao longo de 40 anos. 

Fora da política e do trabalho, Edinho diz curtir a família sempre que pode. "A pandemia me permite abraçar apenas virtualmente os meus netos – mas compreendo que o isolamento é importante para a saúde deles e a minha. Gosto muito de ler jornais, revistas e bons textos na web. Gosto também de curtir a natureza, caminhar bem cedinho e andar de bike”, afirma. 

Com o ex-deputado estadual Orlando Bolçone como vice, 12 siglas na retaguarda (MDB, DEM, PP, PSDB, PSD, PL, Patriota, Podemos, Avante, Cidadania, PMB e Pros), três vezes mais tempo de TV e Rádio que o segundo colocado, mais de 200 vereadores em seu palanque e cabos eleitorais de luxo como o vice-governador Rodrigo Garcia, o emedebista parece imbatível à luz das variáveis objetivas.  Também facilita muito a sua vida a não-candidatura do ex-prefeito Valdomiro Lopes.  

A expectativa, e aposta, dos adversários é que  a onda que chacoalhou a política em 2018 em nome da "renovação" e os efeitos da pandemia, que desgastaram o governo junto a parte do empresariado, possam promover uma reviravolta na cena local. Para conhecer mais os valores e posicionamentos do candidato,  o DLNews convidou a psicóloga Mara Madureira (especialista em psicoterapia clínica cognitivo-comportamental pela Famerp e com MBA em gestão estratégica de pessoas pela FGV) a formular a entrevista que você vai conferir em seguida... 

Mara Madureira - Em termos objetivos, como o senhor define o poder? 
Edinho Araújo -  O poder local é o poder real. Você está próximo das pessoas, sente as dificuldades, e pode ajudar. Pra mim poder significa trabalhar muito, ajudar a quem mais precisa, educar bem nossas crianças e nutri-las com merenda saudável, oferecer serviços de saúde de qualidade para quem precisa, cuidar da cidade com carinho (zeladoria) e das pessoas de todas as idades. Isso me dá prazer e me realiza como político. 

Mara Madureira - Quais as evidências de que está apto para atender aos interesses públicos e bem representar seus eleitores? 
Edinho Araújo - Quem diz se estamos aptos é o povo. Disputei as últimas 11 eleições e venci, pela vontade do povo, a quem sou grato, especialmente aos rio-pretenses que me deram três mandatos de prefeito. 

Mara Madureira - Quais meios, o senhor pretende adotar para converter suas ações em benefícios econômicos e sociais? 
Edinho Araújo -  Cumprindo as metas de governo – sociais, educacionais, culturais, de saúde, ambientais, esportivas, econômicas, de mobilidade, saneamento e outras – como fiz neste meu atual governo. Se for a vontade do povo a minha reeleição, seguirei o mesmo roteiro.

Mara Madureira - Como o senhor percebe essa onda de religiões ampliando seu domínio e defendendo ideias e interesses próprios de grupos específicos?
Edinho Araújo -  Num país democrático em que a Constituição Federal prevê a liberdade religiosa cada qual tem liberdade para professar e defender suas crenças.

Mara Madureira - O que o senhor pensa sobre a diversidade social?
Edinho Araújo - Invoco de novo a liberdade. Ela não pode ser tolhida. Há espaço para todas as correntes de opinião. 

Mara Madureira - Quais medidas objetivas empreenderia para superar os problemas da desigualdade social, da irresponsabilidade ambiental, das diversas violências e preconceitos? 
Edinho Araújo - Já fazemos isso por meio da atuação forte da Secretaria dos Direitos da Mulher. Temos ações concretas que protegem a mulher da violência, com abrigamento e isolamento do parceiro agressor, criamos a Patrulha Maria da Penha e o Anexo do Tribunal de Justiça que julga casos de violência, trabalhamos em parceria com a Justiça para proteger a criança, o adolescente, o idoso e a mulher vítima de agressão. A secretaria da Mulher, Maureen Leão Cury, tem realizado inúmeros eventos pela inclusão, contra o preconceito, e apoiado os conselhos de diversos setores representativos da comunidade. Vamos dar continuidade a esse bom trabalho.  

Mara Madureira - Quais as principais linhas programáticas de seu partido?
Edinho Araújo -  Desenvolvimento, geração de empregos, educação de qualidade, serviços públicos e na saúde do tamanho da necessidade da população. Transparência, ouvindo o setor privado porque são tempos novos que vamos viver em todo o País. Os desafios deste momento são ainda maiores do que em tempos ditos normais. A pandemia destruiu empregos, diminuiu a renda de milhares de pessoas, obrigou empresas e cidadãos a se reinventarem. Estou certo de que a comunhão entre os esforços da comunidade e a experiência administrativa que oferecemos, poderão fazer a diferença na busca por novos caminhos nesses tempos pós-pandemia. 

Mara Madureira - Quais valores éticos e políticos o senhor defende?
Edinho Araújo - A boa política, feita com respeito ao cidadão e com rígido controle dos recursos públicos, respeitando as diferenças, com transparência nos atos públicos, e uma política que adotei desde o meu primeiro mandato de prefeito em 2001: fazer mais com menos recursos.

Mara Madureira - Como se posiciona em relação aos escândalos de corrupção e quais são seus planos de combate a esses crimes e aos seus autores políticos?
Edinho Araújo - Nossas instituições funcionam, as polícias especializadas investigam , a justiça pune, e os órgãos de controle estão sempre atentos às ações dos gestores – agora são abastecidos com informações em tempo real, como ocorre com o Tribunal de Contas do Estado. E, no que me toca, o cidadão rio-pretense sabe que trato a coisa pública com respeito e lisura, sempre de forma transparente. 

Mara Madureira - Como o senhor define sua ideologia política e quais as vantagens desse modelo para beneficiar a sociedade?
Edinho Araújo -  Minha ideologia política é ajudar as pessoas e trabalhar muito. 

Mara Madureira - Como o senhor vê os líderes políticos de esquerda e de direita e como lida com eles? 
Edinho Araújo - Sou tolerante e homem do diálogo. Converso com todas as tendências. Podemos discordar, mas sem atrito.

Mara Madureira - É possível governar de modo neutro, sem confundir interesses pessoais com interesses políticos? Como?
 Edinho Araújo -  Claro, meu governo é prova real disso. 







Anunciar no Portal DLNews

Seu contato é muito importante para nós! Assim que recebemos seus dados cadastrais entraremos em contato o mais rápido possível!