Foto por: Divulgação
Como está hoje a classificação de cada região no Estado de São Paulo

Julho chega ao fim com 65% dos casos de Covid em Rio Preto e região à beira do vermelho

Por: Maria Elena Covre, Fabrício Carareto e Heitor Mazzoco
30/07/2020 às 20:40
Bastidores

Autoridades ouvidas pelo DLNews consideram grande o risco de a região voltar para a fase mais restritiva do Plano SP nesta sexta (31)

O pior mês 1
O mês de julho sozinho concentrou mais de 67% de todos os casos de Covid-19 de Rio Preto. No dia 1º, o município tinha 2.848 registros de infectados pelo novo coronavírus. Nesta quinta (30), a cidade atingiu a marca de 8.883 doentes, ou seja, 6.035 nos últimos 30 dias. O número de mortes saltou de 83 para 236. E o de trabalhadores da saúde contaminados passou de 539 para 1,2 mil. 

O pior mês 2
Ao acrescentar a região de Rio Preto nos dados de casos e mortes por Covid-19, o mês de julho também é o pior. Foram quase 14 mil pessoas infectadas e 369 mortes. No total, desde o começo da pandemia em março, a região de Rio Preto chega no final de julho com mais de 21 mil casos confirmados da doença. E quase 600 pessoas perderam a vida até o momento.

Variáveis 
Os números de casos e mortes compõem apenas uma parte das variáveis consideradas pelo governo do Estado. Mas a ocupação de leitos, outro fator que sempre foi considerado uma vantagem da região, também virou há algum tempo problema, apesar das vagas que estão sendo criadas semanalmente pela Secretaria da Saúde de Rio Preto e também por prefeituras da região. 

Ocupação 
Nesta quinta, a ocupação de UTI da Santa Casa, que oferece 36 leitos a pacientes de Rio Preto, estava em 95%. No Hospital de Base, referência para o município e outras 107 cidades da região, 104 dos 117 leitos de UTI estavam ocupados. A UPA Jaguaré tinha 29 dos 35 leitos com pacientes. A ocupação do Hospital de Jaci, com 10 UTIs, não foi informada. Nas enfermarias, a situação é mais tranquila. 

Internações 
Outra amostra do quanto a situação se agravou na região em julho está justamente no volume de internações do Hospital de Base, para onde as cidades menores mandam os pacientes que desenvolvem versão mais grave da doença. Foram 70 internações em maio no HB. Junho registrou 215 hospitalizações. Julho somou 534 internações até o dia 29.  

Risco é grande
E é com esses números dramáticos que a região aguarda o anúncio semanal, nesta sexta (31), de reclassificação do Plano São Paulo, que estabelece o nível de flexibilização da economia. Nos bastidores, o risco de uma regressão para a Fase 1 (vermelha) é considerado grande, segundo fontes ouvidas pelo DLNews. Pelos números, só uma "forcinha politicamente divina” pode manter a região, que bateu na trave na semana passada, no laranja. O secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi (PSDB), afirmou que a troca de cor no mapa pode, sim, ocorrer.  

Sigilo 
O ex-senador Aloysio Nunes (PSDB) pediu à Justiça decretação de segredo de Justiça na ação movida contra ele pelo Ministério Público por suposto recebimento de propina no valor de R$ 500 mil. O valor teria sido repassado pela empreiteira Odebrecht, como financiamento de campanha para o Senado Federal em 2010, quando foi eleito. 

Pedido 
Os advogados do ex-senador rio-pretense alegam que as investigações correram em segredo de Justiça e não há necessidade de exposição. "Desta maneira, a inobservância do sigilo dos autos além de colocar em risco toda proteção do acusado, está gerando publicações que resultam em diversas consequências imensuráveis à reputação e à segurança não só do requerente, como também de toda sua família", citam os advogados.

"Manaus” 
O Ministério Público se baseou em deleção de um ex-diretor da Odebrecht. Segundo depoimento de Benedito Júnior, também ex-diretor da empreiteira, Armando Paschoal foi responsável por criar codinomes em uma suposta planilha com valores repassados aos políticos. Ele decidiu colocar nomes de cidades e o apelido atribuído a Aloysio é "Manaus". 

"Abusiva”
O ex-senador Aloysio Nunes, em nota, afirmou que a ação do MP de São Paulo é "abusiva". Isso porque, o inquérito no STF foi arquivado. "Abusiva, sim, porque o promotor faz mal uso de suas atribuições ao tentar ocupar a atenção do aparelho judicial com uma pretensão punitiva que, fatalmente, será frustrada, uma vez que, como já disse, os fatos em que ela se baseia foram aprofundadamente investigados sem que nenhuma prova que me incriminasse tenha sido produzida", afirmou. O inquérito no STF ficou aberto durante dois anos e, posteriormente, arquivado por falta de provas.

Velho conhecido
Quem está com a ação movida pelo Ministério Público contra o ex-senador Aloysio é o juiz Emilio Migliano Neto, que já atuou na esfera criminal em Rio Preto. Em 2006, ele deixou Rio Preto e assumiu Vara Cível em São Paulo. 

Negou recurso 
O Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou recurso do vereador de Rio Preto Fábio Marcondes (PL) em ação por dano moral movida pelo pré-candidato a prefeito de Rio Preto pelo PDT,  Carlos de Arnaldo, e Arlete Regina Leal, ex-funcionária da prefeitura. 

Em 2012
Em 2012, Marcondes foi acusado de invadir a Secretária de Desenvolvimento Econômico,  à época comandada por Arnaldo, empurrar Arlete e ameaçar o então secretário. O caso ocorreu poucos dias antes da eleição municipal daquele ano, quando Marcondes foi eleito pela primeira vez. 

R$ 15 mil 
A então servidora Arlete teria pedido para Marcondes ficar calmo e, segundo depoimentos, o vereador a empurrou. Posteriormente, o então candidato fez ameaças contra Arnaldo. A Justiça determina o pagamento de R$ 15 mil (com correção monetária) a Arnaldo e R$ 8 mil à ex-servidora.  A ministra do STJ Nancy Andrighi citou na decisão que o recurso imposto por Marcondes não é adequado para reverter a decisão do TJ. Ao negar o recurso, a ministra diz ser incabível um novo recurso contra a decisão. 

Saque FGTS 1
Uma emenda protocolada pelo deputado federal Geninho Zuliani, do DEM/SP, à Medida Provisória 946, que permite ao trabalhador sacar até R$ 1.045,00 (um salário mínimo) do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), também possibilitará às pessoas que tiveram redução salarial, por conta da pandemia, que efetuem saques mensais do fundo para complementação do salário.

Saque FGTS 2
A votação da proposta ocorreu nesta quarta-feira (29), em regime de urgência, na Câmara dos Deputados. Agora o texto segue para deliberação do Senado. A MP foi aprovada na forma do projeto de lei de conversão, mediante proposta do deputado Marcel Van Hattem (Novo-RS).

Corpo estranho 
O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) determinou que a Prefeitura de Álvares Machado pague R$ 18 mil ao dono de um jazigo de família. O homem processou o município ao descobrir o corpo de um desconhecido enterrado no local destinado para a mãe, irmã e sobrinho. 

Desrespeito 
Para o relator do caso, desembargador Aroldo Viotti, o caso configurou desrespeito. Segundo o magistrado, é "inegável que o município agiu ilicitamente”. E que houve abalo emocional ao autor. "Não é de subestimar a dor moral resultante do desrespeito à memória dos entes queridos do autor e da verdadeira ofensa à sua honra decorrente do desaparecimento e da clandestina exumação dos restos mortais de seus parentes”, citou no acórdão.

Que vergonha!
Da série indignação incontida: "Que vergonha ter que devolver dinheiro de auxílio emergencial aos necessitados. Isso, se aquelas pessoas tivessem vergonha. Se houvesse um lockdown do roubo e da corrupção o nosso país seria mais feliz”, desabafou o professor e escritor Romildo Sant’ Anna ao ler, na coluna, a notícia de que 76 rio-pretenses devolveram valores recebidos do governo federal após entrarem na mira da Polícia Federal. Entre os quais, gente que mora em condomínio de alto padrão e tem carro de luxo. 

Só alegria
Olha só quem apareceu todo festivo em mensagens de Whatsapp a amigos são paulinos depois de superar duas internações hospitalares em sequência (uma no Hospital de Base e outra no Santa Helena). O médico Liberato Caboclo, ex-professor da Famperp, ex-deputado federal e ex-prefeito de Rio Preto, não se conteve diante da vitória de 3 a 2 do Mirassol sobre o Tricolor do Morumbi na casa do adversário, com direito a classificação para a semifinal. 
Do século passado 
O polêmico Caboclo, que se mantém ativo divulgador de suas ideias no Facebook, se diz torcedor do Leão desde os tempos, ainda no século passado, em que sentava no saudoso Bar São Pedro, centro de Mirassol, para debater futebol, política e medicina com figuras como os também médicos Chim Palchetti e Júnior Ricci (ambos ex-prefeitos de Mirassol) e Maria Vitta (pediatra).  






Anunciar no Portal DLNews

Seu contato é muito importante para nós! Assim que recebemos seus dados cadastrais entraremos em contato o mais rápido possível!