Foto por: Reprodução
Auxílio beneficiou mais de 80 mil rio-pretenses

Na mira da Polícia Federal, ao menos 76 rio-pretenses já devolveram auxílio emergencial

Por: Maria Elena Covre, Fabrício Carareto e Heitor Mazzoco
29/07/2020 às 19:53
Bastidores

Entre os "arrependidos" por ter solicitado o benefício, estão advogados, estudantes de medicina, sócios de empresa e funcionários públicos

Devolução do auxílio 1 
Para evitar possível indiciamento por estelionato majorado pela Polícia Federal, 76 rio-pretenses já devolveram verba recebida via auxílio emergencial. Os dados constam no Portal da Transparência do governo federal, que são atualizados periodicamente. Os valores devolvidos variam entre R$ 600 e R$ 1,2 mil. 

Devolução do auxílio 2 
O DLNews identificou que entre as pessoas que optaram pela devolução estão advogados, estudantes (alguns deles alunos de medicina em faculdades particulares cuja mensalidade ultrapassa R$ 7 mil), sócios de empresas e funcionário público. A devolução faz com que a pessoa demonstre "arrependimento" e fique ilesa de responder por crime na Polícia Federal. 

Incompatível   
Em Rio Preto, 89.589 pessoas receberam o auxílio emergencial. Investigações preliminares da Polícia Federal apontam que na lista de beneficiários constam moradores de condomínios de alto padrão (como o Damha 1) e também proprietários de carro de luxo. Um estilo de vida incompatível com quem precisa da ajuda liberada para aplacar os efeitos econômicos da crise sanitária, segundo o delegado-chefe da PF de Rio Preto, Cristiano Pádua. 

Da Prefeitura de Rio Preto 1
Dos 16 servidores da Prefeitura de Rio Preto que receberam auxílio emergencial, 11 devolveram o dinheiro à União. Outros quatro alegam problemas no sistema para proceder a devolução. Um não apresentou defesa. 

Da Prefeitura de Rio Preto 2
Agora, o processo está com o secretário de Administração, Luis Roberto Thiesi, que vai analisar a defesa e decidir se abrirá processo administrativo disciplinar. Por se tratar de funcionários públicos, eles não ficam isentos de punições mesmo com a devolução. A pena máxima é demissão. 

Orientou geral 1
Enquanto estuda como reverter na Justiça o fechamento de hiper e supermercados aos sábados e domingos, a APAS enviou, nesta quarta-feira (29), orientação aos supermercadistas de Rio Preto para que tentem ampliar  "ao máximo e dentro da capacidade operacional de cada um” o horário de atendimento ao público nos dias de semana. 

Orientou geral 2
Isso porque o novo decreto do prefeito Edinho Araújo (MDB) que será publicado nesta quinta-feira (30) dá aos estabelecimentos a prerrogativa de determinar o horário de funcionamento entre 6h e meia noite. Hoje, em Rio Preto, a maioria esmagadora das unidades encerra as atividades até 22h. 

 Orientou geral 3
"Com esta orientação, a entidade espera atenuar as filas e aglomerações, uma vez que a decisão do Executivo municipal impõe restrições às necessidades dos consumidores em um período que abrange os dias de pagamento e o Dia dos Pais”, diz nota da APAS encaminhada aos associados.

Entende a gravidade 
Em nota à imprensa, a Acirp também se posicionou sobre o assunto. A entidade diz que, em reunião com o prefeito Edinho Araújo (MDB)  nesta quarta-feira (29), foi "atualizada sobre a gravidade da situação que Rio Preto se encontra neste momento”. 
Diz ainda que, da conversa, conseguiu, apesar da realidade dos números atuais, avanços para o setor produtivo. Um deles foi o pedido para ampliação do funcionamento de supermercados até 24h. 

Outro pleito
A entidade patronal diz ainda ter obtido da prefeitura entendimento de que é possível que as atividades internas dos estabelecimentos comerciais e de serviços possam voltar a funcionar às segunda e terça-feiras, mas sem receber nenhum tipo de público externo, permanecendo com as portas fechadas, além também da autorização do delivery nesses dias. Ou seja, o fim do minilockdown. 

Sem lei seca 
Outro compromisso obtido, segundo a Acirp, é de que, se o município permanecer na fase laranja e os números da doença melhorarem, será reavaliado o retorno da venda de bebidas alcoólicas, por meio do delivery, pelo setor de bares e restaurantes antes do dia 10 de agosto. Pelo novo decreto de Edinho, está proibida em Rio Peto a comercialização de bebida alcoólica entre 20h e 6h de segunda a sexta e em qualquer horário nos finais de semana. 

Discórdia do jaleco 
Vem provocando imenso desconforto entre médicos mais "novos” ligados à Famerp - que prestam serviços no Hospital de Base e no Hospital da Criança e Maternidade - a postura de alguns colegas de jaleco que já passaram dos 60 anos de idade. 

Só no consultório 
A Faculdade de Medicina de Rio Preto, como manda o protocolo, colocou em isolamento domiciliar, ou seja, afastou das atividades todos aqueles que, pela idade, são considerados grupo de risco para a Covid-19. São mais de duas dezenas, o que tem exigido do pessoal abaixo dessa idade fôlego dobrado para cobrir os setores desfalcados. 

Chama o promotor 
O problema é que muitos dos beneficiados pelo afastamento estão mantendo normalmente as atividades profissionais em suas clínicas ou salas particulares. Daí a indignação geral. "Quer dizer que o novo coronavírus só põe em risco médico que atende no SUS e não entra em consultório privado?”, provocou um médico. O grupo de indignados já fala em mobilizar o promotor da Funfarme, Sérgio Clementino, para agir em relação ao assunto. 

Fase vermelha 
O infectologista da Faculdade de Medicina de Rio Preto (Famerp) Maurício Lacerda Nogueira, que comanda a pesquisa da Coronavac (vacina em fase final contra a Covid-19), disse que, semanalmente, há preocupação de que a região será colocada na fase vermelha (1) do Plano São Paulo de flexibilização. "Quando falamos que, da última vez, bateu na trave, é que bateu na trave mesmo. Por um fio”, disse ele, que também é membro do comitê municipal de gestão da crise sanitária criado pela Secretaria de Saúde do município.  

Aumento  
Na semana passada, quando se livrou "raspando" do rebaixamento, a região estava com 79% de ocupação de leitos de UTI do SUS para Covid-19. Nesta semana, pela primeira vez, a Diretoria Regional de Saúde (DRS) local passou dos 80% das vagas de cuidados intensivos com pacientes. Ou seja, se os índices não forem revertidos rapidinho, não terá calibragem nos critérios, ou trave, capaz de salvar Rio Preto e o entorno de mudar de cor no mapa do Estado. 

Itália sem água 1 
A juíza da 2ª Vara da Fazenda de Rio Preto, Tatiana Pereira Viana Santos, negou pedido da Defensoria Pública para obrigar o Semae (Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto) a oferecer saneamento básico aos moradores da favela da Vila Itália. A liminar já havia sido negada pelo juiz da 1ª Vara da Fazenda, Adilson Araki Ribeiro. 

Itália sem água 2 
De acordo com a decisão, "não obstante toda a solidariedade que merecem as pessoas que residem na favela Itália, trata-se, em verdade, de local ocupado de forma irregular, inclusive objeto de duas ações de reintegração de posse. Note-se, ainda, que os pedidos feitos em sede de antecipação de tutela se referem a prestações que exigem a execução de obras que não seriam facilmente reversíveis caso a ação fosse julgada improcedente ao seu final”, citou a magistrada. 

Caminhão-pipa 
O defensor público Júlio Tanone entrou com recurso junto ao Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), na tentativa de reverter a decisão. Segundo ele, há uma alternativa viável ao Semae para atender a população que vive na área. "Uma via é a utilização de caminhões-pipa para que os moradores possam ter acesso à água”, disse. A ação de Tanone é de abril, poucos dias depois de a Organização Mundial de Saúde (OMS) informar que a Covid-19 havia se tornado pandemia mundial.

Operação Nosbor
A Secretaria Estadual de Fazenda começou nesta semana uma fiscalização para combater a comercialização eletrônica de produtos sem comprovação de origem. E também vendas sem emissão de documentos fiscais. Na região, quatro vendedores foram notificados e devem apresentar notas de produtos vendidos a terceiros. Os vendedores são de Rio Preto, Catanduva, Fernandópolis e Nova Aliança. Sem apresentar a documentação, eles serão multados em até 50% do valor do produto comercializado.

Assim seja...
O prefeito de Rio Preto, Edinho Araújo (MDB), comemora aniversário nesta quinta-feira (30). Ele chega aos 71 anos de idade diante de um dos maiores desafios de sua vida como gestor público, dadas a gravidade da crise sanitária que abala o mundo. Questionado pelo DLNews sobre o que pediria de presente nesta data, o emedebista não titubeou: "Saúde”. 






Anunciar no Portal DLNews

Seu contato é muito importante para nós! Assim que recebemos seus dados cadastrais entraremos em contato o mais rápido possível!