Foto por: Divulgação
Frei Francisco Belotti, de Jaci

Rio Preto, enfim, fecha convênio com Hospital de Jaci para 35 vagas

Por: Maria Elena Covre, Fabrício Carareto e Heitor Mazzoco
23/07/2020 às 09:03
Bastidores

Pela parceria, Prefeitura paga pelo serviço o valor que consta na tabela SUS e a instituição cede a infraestrutura e recursos humanos

Fôlego
A prefeitura de Rio Preto conseguiu, enfim, concretizar convênio com o Hospital Nossa Senhora Mãe da Divina Providência, do frei Francisco Belotti em Jaci, nesta quarta-feira (22), de forma a ampliar a oferta de leitos SUS para pacientes com Covid-19. O contrato, de 60 dias, prevê 20 vagas de Unidade de Terapia Intensiva e 15 de enfermaria.

Empréstimo 
Não foi uma operação fácil, porque demandou adequar o hospital, que é gerenciado pela Associação Lar São Francisco de Assis na Providência de Deus, para a nova demanda. Pela parceria, Rio Preto paga pelo serviço o valor que consta na tabela SUS e a instituição cede a infraestrutura e recursos humanos. Para se ter ideia, dez leitos de UTI estão funcionando porque um plano de saúde alugou os respiradores e cedeu ao hospital. Os outros dez leitos dependem do recebimento de mais dez respiradores. 

Em números 1
Com Jaci e as adequações na UPA Jaguaré, que recebeu 30 leitos para Covid (28 com respiradores), Rio Preto conseguiu amenizar o dramático cenário vivido nas últimas semanas para acomodar os pacientes mais graves da doença. A Santa Casa, com 36 leitos de UTI para Rio Preto e outros 45 de enfermaria, tem registrado ocupação média acima dos 80%, chegando a bater em 100% vários dias. O HB, com 117 leitos, mas destinados a 107 cidades, também opera no limite de sua UTI. Nesta terça (21), por exemplo, 106 estavam ocupados. 

Em números 2 
Rio Preto chegou nesta quarta com 6.522 infectados pelo novo coronavírus, entre os quais 1.007 profissionais da saúde. Já são 182 mortes por Covid-19 na cidade, com 307 hospitalizados por Síndrome Respiratória Aguda Grave (131 na UTI e 176 em enfermaria). 

Vai ajudar?
O fato é que os novos leitos de Rio Preto e os respiradores distribuídos pelo governo do Estado em toda a região, muitos instalados em UPAS de cidades como Votuporanga e Mirassol, devem ajudar a DRS local a permanecer na Fase 2 do Plano SP, ou seja, na fase laranja. Essa, pelo menos, é a meta de prefeitos que temem um recuo para a Fase 1, a vermelha. A reclassificação será anunciada pelo governo Doria nesta sexta (24). 

Remanejamentos 
A Prefeitura de Rio Preto, que tem remanejado recursos humanos de outros setores para atender à demanda da Saúde provocada pela crise sanitária, já realocou 62 servidores até agora, sendo 53 administrativos e nove motoristas. Os remanejamentos estão previstos em decreto municipal e têm como objetivo auxiliar no enfrentamento à Covid-19. Até o momento, a Secretaria da Saúde recebeu funcionários da Administração, Fazenda, Esportes, Educação, Trânsito e Cultura. 

Confira aqui a coluna Bastidores na íntegra






Anunciar no Portal DLNews

Seu contato é muito importante para nós! Assim que recebemos seus dados cadastrais entraremos em contato o mais rápido possível!