Foto por: Heitor Mazzoco
Comércio em Rio Preto continua a funcionar por quatro horas

Juíza nega ampliação de abertura do comércio para 6 horas em Rio Preto

Por: Heitor Mazzoco
04/06/2020 às 13:32
Política

Tatiana também negou ampliar de 20% para 30% de ocupação nas lojas

A juíza da 2ª Vara da Fazenda de Rio Preto, Tatiana Pereira Viana Santos, negou pedido do Sindicato do Comércio Varejista de Rio Preto (Sincomércio) para ampliar a abertura do comércio por seis horas. Pelo decreto da Prefeitura de Rio Preto, o comércio pode funcionar durante quatro horas no período da pandemia da Covid-19, o novo coronavírus. 


Na decisão, a magistrada se baseou nos decretos estadual e municipal. Ela cita, inclusive, que o comércio deve obedecer as regras fixadas pelos decretos. Tatiana também negou ampliar de 20% para 30% de ocupação nas lojas. "Indefiro o pedido de tutela para abertura do comércio por seis horas diárias e aumento de 30% da ocupação, devendo o comércio obedecer as regras fixadas tanto pelo Decreto Estadual quanto pelo Decreto Municipal até que o município consiga progredir para a próxima fase do Plano", diz em trecho da decisão. 

O plano citado por Tatiana é o Plano São Paulo. Nele, o governador João Doria (PSDB) definiu cinco fases para flexibilização em todo Estado. A região de Rio Preto está na fase 2 de cinco possíveis. 

Nesta fase, é permitida a reabertura do comércio e shoppings - com regras de distanciamento e diminuição dos horários de funcionamento. 

Na próxima quarta-feira (10), Doria vai apresentar novo panorama para definir em que fase estão das as regiões do Estado. 






Anunciar no Portal DLNews

Seu contato é muito importante para nós! Assim que recebemos seus dados cadastrais entraremos em contato o mais rápido possível!