Foto por: Divulgação/ Câmara Municipal
Assentos para vereadores foram separados por faixas

Após reunião com Edinho, vereadores se convencem que isolamento é necessário

Por: Lucas Israel
02/04/2020 às 19:28
Política

Grupo marcou reunião com prefeito Edinho Araújo após receber pressão de empresários

A reunião entre os vereadores de Rio Preto e o prefeito Edinho Araújo (MDB) terminou com a maioria dos parlamentares concordando com as medidas tomadas pela Prefeitura para conter a disseminação do coronavírus. Se antes o grupo vinha recebendo pressões para tentar algo para flexibilizar as regras do comércio, saiu de lá convencido de que manter o isolamento é a melhor solução.

Estiveram na reunião o secretário de Saúde, Aldenis Borim, o virologista da Famerp, Maurício Lacerda Nogueira e também técnicos da saúde, além do secretário de Desenvolvimento Econômico, Jorge Luís de Souza, o procurador-geral do município, Adilson Vedroni, e o secretário de Administração, Luis Roberto Thiesi. Somente três vereadores não compareceram à reunião: Jean Charles Serbeto (MDB), Francisco Júnior (DEM) e Zé da Academia (Patriota).

O presidente da Câmara, Paulo Pauléra (PP), classificou a reunião como proveitosa. "A reunião foi boa, esclarecedora. Ninguém quer ser responsabilizado por mortes. A Prefeitura está fazendo tudo com muita cautela”, disse.  Segundo o presidente da Câmara, se forem feitas alterações, elas só devem acontecer a partir do dia 8 de abril.

A reunião foi convocada após muita pressão sobre os vereadores, que se viram questionados por diversos setores, especialmente da economia, sobre a atuação diante da pandemia. "Nós ouvimos todas as colocações e vamos continuar avaliando. São questões muitas vezes pontuais, mas vale o isolamento social para que possamos conter os efeitos da pandemia”, afirmou Edinho. "Momento é de preservar a vida.”

A vereadora Karina Caroline (Republicanos) foi uma das que tomou parte pelos comerciantes, mas entendeu o posicionamento da saúde. "Temos nossas preocupações com nossos comerciantes, pessoas estão desesperadas, querem ter salário, dinheiro, mas por enquanto (o isolamento) é o que se mantém”, afirmou.

A favor da reabertura do comércio, Anderson Branco (PL) manteve a postura, mas passou a entender a abordagem cautelosa em relação à Covid-19. "Eu sou a favor da avaliação da volta do comércio com restrições, devido ao comércio estar atravessando comércio difícil. Todo mundo atendendo individualmente, com luvas. Mas vi dados que não imaginava ouvir”, afirmou branco. "Pelo estudo, esse vírus tá na classe A e B e a preocupação é que espalhe esse vírus para as classes C, D e E”.

Os vereadores, contudo, devem se reunir novamente com o grupo depois do dia 7 de abril, prazo dado pela Prefeitura para avaliar os números do avanço da doença em Rio Preto.






Anunciar no Portal DLNews

Seu contato é muito importante para nós! Assim que recebemos seus dados cadastrais entraremos em contato o mais rápido possível!