Foto por: Reprodução
Médicos se colocam à disposição para dar informações sobre o coronavírus

"Corrente do bem” em tempos de coronavírus

Por: Karol Granchi
22/03/2020 às 12:07
Cidades

Médicos usam Facebook como canal de informação para tirar dúvidas e acalmar pacientes

"Sou médico. Se alguém tiver alguma dúvida em relação ao coronavírus (Covid-19), que possa ser resolvida sem precisar se dirigir a um Pronto Socorro ou Emergência de hospital, poderá me consultar, sem custo, por mensagem no particular”.

Se você leu essa mensagem no Facebook enquanto rolava a tela do seu celular, saiba que essa "corrente do bem” está sendo repassada por médicos em todo o país.

Em Rio Preto não é diferente – com quatro casos positivos da doença e 50 em investigação, confirmados pela Secretaria de Saúde, as dúvidas são frequentes. Na cidade, assim como em outros locais do Estado, os supermercados estão lotados por consumidores em busca de fazer estoque de produtos básicos e alimentos. O medo é constante.

A cirurgiã geral Rosana Melucci, que atua na Santa Casa de Rio Preto, é uma das profissionais que se colocou à disposição para informar a população. "É um momento em que os médicos precisam se unir. Então, o Facebook é um bom canal de informação e facilita essa comunicação. Ajudar, informar e tranquilizar a sociedade é um dever nosso, não só dos médicos, mas de todos”, disse.

A médica informou ao DLNews que tem recebido várias mensagens com perguntas de pacientes e seguidores, que procuram esclarecer dúvidas em torno do novo coronavírus (Covid-19).

"As pessoas estão em pânico. Então, sempre buscamos esclarecer sobre os sintomas gripais leves e os que são considerados graves – com febre e crises respiratórias. O objetivo não é medicar, nem podemos fazer isso pelo Facebook, mas, o objetivo real é informar, conscientizar sobre a higienização e acalmar a todos. A medida está sendo muito útil, é algo de coração, de ser humano”, afirmou.

Casos

Rio Preto contabiliza 72 notificações de coronavírus, sendo 4 positivos, 50 em investigação.

O primeiro caso é de uma mulher de 28 anos, que foi tratada em casa. O mesmo ocorreu com o segundo caso – um homem de 44 anos. Homem idoso de 60 anos está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Austa, o que demonstra que este é o caso mais grave dos quatro confirmados até agora.






Anunciar no Portal DLNews

Seu contato é muito importante para nós! Assim que recebemos seus dados cadastrais entraremos em contato o mais rápido possível!