Tiro em ex-PM foi a curta distância, afirma revista

Por: FOLHAPRESS -
13/02/2020 às 22:00
Brasil e Mundo

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Imagens do corpo do ex-capitão da PM Adriano da Nóbrega, ligado ao senador Flávio Bolsonaro (sem partido-RJ) indicam que ele foi mor...

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Imagens do corpo do ex-capitão da PM Adriano da Nóbrega, ligado ao senador Flávio Bolsonaro (sem partido-RJ) indicam que ele foi morto com tiros disparados a curta distância, segundo reportagem da revista Veja.
A publicação teve acesso a fotos feitas após a autópsia do ex-policial, morto em Esplanada (BA), no último domingo (9), que mostram que ele também tinha um ferimento na cabeça e uma queimadura no lado esquerdo do peito.
Adriano morreu baleado com dois tiros, de acordo com a Secretaria da Segurança Pública da Bahia. Ele é citado na investigação que apura a prática de "rachadinha" (esquema de devolução de salários) no gabinete do filho do presidente Jair Bolsonaro na Assembleia do Rio.
Dois especialistas ouvidos pela Veja analisaram as imagens obtidas pela revista. Embora ponderem que uma avaliação mais precisa dependa da análise do corpo, eles consideram haver indícios de que Adriano tenha sido atingido a curta distância.
O legista Malthus Galvão, da Universidade de Brasília, citou a hipótese de a queimadura ter sido provocada pela boca de uma arma de cano longo após um tiro.

Publicado em Thu, 13 Feb 2020 21:39:00 -0300






Anunciar no Portal DLNews

Seu contato é muito importante para nós! Assim que recebemos seus dados cadastrais entraremos em contato o mais rápido possível!