Placa de "não alimentar gatos" provoca polêmica e vai parar no MP

Por: Da Redação
22/01/2020 às 17:18
Cidades

A colocação de placas pedindo para que os gatos que habitam na sede Secretaria de Estado da Fazenda, em Rio Preto, não sejam mais alimentados foi parar no Ministério Público.

A vereadora Cláudia de Giuli (PMB) pediu nesta quarta-feira (22) providências ao MP e à Secretaria de Saúde para que as placas sejam removidas e solicitou apuração sobre maus tratos aos animais.

As placas estão posicionadas nos alambrados que cercam as dependências do prédio na avenida Brigadeiro Faria Lima, Antônio de Godoy, Sinésio de Oliveira e Joaquim de Souza Barbeiro. O alerta ainda cita um acordo feito entre a Diretoria do Bem-Estar Animal e a Secretaria da Fazenda para que os animais não fossem alimentados.

A parlamentar alega que foi realizada uma reunião no ano passado entre a gerência da Unidade, a Diretoria de Bem-Estar Animal e protetores de animais que tinha definido um ponto de alimentação no quarteirão ocupado pela secretaria, e não a proibição total de alimentar os bichanos.

Segundo o requerimento da vereadora, para afixar as placas a Secretaria teria se baseado em um relatório de 2016 da Vigilância Ambiental. "(o relatório) sequer foi apresentado (em reunião) e não é reconhecido pela Vigilância Ambiental, além de a Unidade ignorar completamente as ações realizadas pela Diretoria de Bem-Estar Animal”, disse. Cláudia protocolou ainda requerimento ao secretário estadual de Fazenda e Planejamento, Henrique Meirelles, solicitando apuração dos fatos, punição aos responsáveis e a retirada imediata das placas.

O caso, agora, segue com o Ministério Público que irá analisar a questão.






Anunciar no Portal DLNews

Seu contato é muito importante para nós! Assim que recebemos seus dados cadastrais entraremos em contato o mais rápido possível!