Flu supera desfalque, bate Cabofriense e é único grande a vencer em estreia

Por: FOLHAPRESS -
19/01/2020 às 21:30
Esportes

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O Fluminense estreou no Campeonato Carioca com muitos desfalques por conta de lesões, falta de documentação e até mesmo convoca...

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O Fluminense estreou no Campeonato Carioca com muitos desfalques por conta de lesões, falta de documentação e até mesmo convocação para seleção olímpica. Nada disso, no entanto, impediu o time de conseguir uma vitória por 1 a 0 sobre a Cabofriense neste domingo (19), em Saquarema. Nenê marcou o gol da partida já no fim do jogo.
Com a vitória, o Fluminense volta a campo na quinta (23), ás 20h (horário de Brasília), quando receberá a Portuguesa, no Maracanã. O Tricolor foi o único time grande a vencer na primeira rodada do estadual já que Flamengo e Vasco empataram com Macaé e Bangu, respectivamente, e o Botafogo foi derrotado pelo Volta Redonda.
O Fluminense iniciou a partida buscando ainda o melhor entrosamento. E antes mesmo disso acontecer, o Tricolor quase abriu o placar. Nenê tabelou e ficou em boa condição de fazer o gol, mas furou na hora de finalizar.
Isso não quer dizer que a Cabofriense não era perigosa. Inclusive, a melhor chance foi do time da Região dos Lagos. Marcus Índio recebe na entrada da área e chuta no ângulo. Marcos Felipe, no entanto, voou e fez linda defesa para evitar o gol.
Um dos destaques do primeiro tempo, Nenê quase foi decisivo para o primeiro gol do Fluminense. Aberto pela esquerda, ele cruzou na medida para Yuri aparecer de surpresa e quase surpreender de cabeça.
O primeiro gol só não saiu nos primeiros 45min por detalhe. Novamente Nenê cobrou escanteio, a defesa adversária vacilou, e a bola sobrou rasteira para Matheus Ferraz, que acertou a trave esquerda do goleiro George.
No segundo tempo a situação mudou. O Fluminense não conseguiu manter o mesmo desempenho. Max saiu livre na cara de Marcos Felipe, driblou o goleiro adversário e com o gol escancarado acertou o zagueiro Luccas Claro. Inacreditável!
A partida se encaminhava para um 0 a 0 quando o Fluminense conseguiu o gol da vitória. Hudson chegou ao ataque e deu passe de primeira para Nenê. O camisa 77 finalizou firme e deslocou o goleiro da Cabofriense, que nada pôde fazer.

CABOFRIENSE
George, Watson, Igor, Anderson Penna e Guilherme; Magno (Uellinton), Rafael Pernão e Gama (Rincon); Max (Dudu Pedrotti), Abner e Marcus Índio. Técnico: Alfredo Sampaio.

FLUMINENSE
Marcos Felipe, Gilberto, Luccas Claro, Matheus Ferraz e Orinho; Yuri Lima (Pablo Dyego), Hudson, Dodi e Nenê; Lucas Barcelos (Matheus Alessandro) e Felippe Cardoso (Miguel). Técnico: Odair Hellmann.

FICHA TÉCNICA
CABOFRIENSE 0 X 1 FLUMINENSE
Árbitro: Alexandre Vargas Tavares de Jesus (RJ)
Assistentes: Daniel do Espírito Santo Parro e Daniel de Oliveira Alves Pereira
Público/Renda: 3.650 pagantes e 4.050 presentes/R$ 99.000,00
artões amarelos: Magno, Abner, Alfredo Sampaio, Igor (CAB) e Dodi, Yuri Lima, Hudson, Pablo Dyego, Nenê, Gilberto (FLU)
GOL: Nenê (FLU), aos 39 minutos do segundo tempo

Publicado em Sun, 19 Jan 2020 21:10:00 -0300






Anunciar no Portal DLNews

Seu contato é muito importante para nós! Assim que recebemos seus dados cadastrais entraremos em contato o mais rápido possível!