Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência.



A ação comunitária "Arraiá Semas – No ritmo da Florada Caipira” foi realizada pela Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) nesta quinta-feira, dia 28, na Associação Beraká
Foto por: Secom/RP
A ação comunitária "Arraiá Semas – No ritmo da Florada Caipira” foi realizada pela Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) nesta quinta-feira, dia 28, na Associação Beraká

Arraial Intergeracional reúne quase mil pessoas

Por: Redação
29/07/2022 às 11:53
Cidades

Ação comunitária foi realizada nesta quinta-feira, dia 28, para as famílias dos CRAS e Centros de Convivência


A ação comunitária "Arraiá Semas – No ritmo da Florada Caipira” foi realizada pela Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) nesta quinta-feira, dia 28, na Associação Beraká, para cerca de mil pessoas usuárias dos serviços ofertados pelos 13 Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), Centros de Convivência do Idoso, da Juventude e da Família, e pelo Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV).

 

A decoração do ambiente foi feita pelos próprios usuários durante as oficinas temáticas realizadas nos grupos de convivência de cada equipamento público da Semas, com a confecção manual das bandeirinhas, painéis e murais, faixas, entre muitos outros detalhes pensados pelos oficineiros e participantes para abrilhantar o momento.

 

A ação intergeracional (várias gerações de pessoas) visa fortalecer os vínculos comunitários e familiares, prevenindo o isolamento e melhorando a qualidade de vida dos munícipes, além de promover o protagonismo da comunidade através da participação nos preparativos do evento.

 

Durante as apresentações, a titular da Semas Helena Marangoni destacou a importância da retomada das ações e eventos comunitários. "Foi um longo período de isolamento e muito sofrimento para todos, por isso houve muita dedicação das equipes e dos próprios usuários na organização, para tornar possível esse momento de retomada e fortalecimento dos vínculos”.

 

Além de apresentações culturais, comidas e danças típicas,  as famílias tiveram a oportunidade de interagir com pessoas de diversas idades e de territórios diversificados, possibilitando a superação e prevenção de diversas situações de fragilidades e risco.

 

A frequentadora do Centro de Convivência do Idoso Laura Takahashi, 78 anos, participou da ação e disse estar animada com o retorno das confraternizações. "É muito bom reencontrar os amigos e fazer novas amizades, sair um pouco de casa, estou muito feliz por isso”.

 

O jovem João Arthur Ferreira, 19 anos, usuário do Centro de Convivência da Juventude, comentou sobre o encontro. "Esse é um momento de união, após muito tempo de pandemia e em isolamento, ver tantas pessoas reunidas aqui nos traz muita alegria”.

 

Cerca de mil pessoas usuárias dos serviços ofertados pelos 13 Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), Centros de Convivência do Idoso, da Juventude e da Família, e pelo Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV)
Foto por: Secom/RP
Cerca de mil pessoas usuárias dos serviços ofertados pelos 13 Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), Centros de Convivência do Idoso, da Juventude e da Família, e pelo Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV)






Anunciar no Portal DLNews

Seu contato é muito importante para nós! Assim que recebemos seus dados cadastrais entraremos em contato o mais rápido possível!