Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência.



O exame deverá ser realizado nos membros superiores e inferiores dos recém-nascidos
Foto por: Sanjasy por Pixabay
O exame deverá ser realizado nos membros superiores e inferiores dos recém-nascidos

Geninho quer tornar Teste do Coraçãozinho obrigatório em todo país

Por: Redação
14/07/2022 às 16:47
Saúde

Exame é imprescindível para o diagnóstico precoce de cardiopatias congênitas, doença que acomete 130 milhões de crianças em todo o mundo


Diagnosticar precocemente doenças congênitas do coração em recém-nascidos é o objetivo de uma proposta que acaba de ser protocolado na Câmara dos Deputados. O projeto 1918/2022, de autoria do deputado federal, Geninho Zuliani(União Brasil), visa tornar obrigatório em todos os estabelecimentos de saúde, públicos e particulares a Oxiometria de Pulso, também conhecido como ’Teste do Coraçãozinho’.

O exame deverá ser realizado nos membros superiores e inferiores dos recém-nascidos, ainda no berçário e após as primeiras 24 horas de vida da criança, antes da alta hospitalar, e prevê ainda a anotação do resultado  no prontuário médico do recém-nascido a realização do exame, mencionando data e resultado obtido.

"Esse exame é indolor e rápido. Os recém-nascidos passam pela análise da saturação do oxigênio no sangue, se for detectado oxigênio abaixo de 95%, é realizado ecocardiograma para investigar a existência de possível cardiopatia congênita", afirma o deputado federal, Geninho Zuliani.

Por ano, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), pelo menos 130 milhões de crianças nascidas vivas em todo o mundo, possuem algum tipo de cardiopatia congênita. No Brasil, entre oito e 10 crianças são acometidas por doenças do coração.

O projeto segue agora para análise das comissões internas da Câmara dos Deputados.







Anunciar no Portal DLNews

Seu contato é muito importante para nós! Assim que recebemos seus dados cadastrais entraremos em contato o mais rápido possível!