Marcus Alonso

Profissional do Franchising


Como manter o fluxo de caixa em tempos de coronavírus

Por: Marcus Alonso
14/04/2020 às 15:17
Marcus Alonso

Muitas pessoas abrem franquias acreditando que ao investir em uma marca já conhecida e estabelecida é sucesso na certa. No entanto, como qualquer negócio, é essencial ter controle financeiro para garantir a sua sobrevivência.

Gestão de fluxo de caixa ainda é um tema um tanto quanto nebuloso em algumas áreas, e os franqueados precisam compreender esse conceito e entender a importância de mantê-la em tempos de coronavírus. 

Neste artigo, quero tirar as suas dúvidas sobre essa questão e ajudá-lo a implementar uma estratégia hoje mesmo. Confira! 

O que é gestão de fluxo de caixa?
Infelizmente, quando se fala em fluxo de caixa, as pessoas e até mesmo gestores experientes têm uma visão muito simplificada da coisa. É muito mais do que subtrair as saídas das entradas.

É, na verdade, um processo de controle de movimentação financeira dentro de uma empresa, e está além do que efetivamente acontece no caixa. Essa gestão responsabiliza-se também por compilar essas informações, analisar, e fazer projeções para compreender a real posição no mercado.

Para que se possa controlar as finanças de um negócio, é essencial dedicar um tempo para observar como elas evoluem e se comportam ao longo de um período. Agora, iremos te contar como implementar e manter em tempos de crise.

Como manter em tempos de coronavírus?
Para começar esse processo, você precisa ter uma gestão de fluxo de caixa ativa, e prepare-se, é uma grande parte matemática.
Em uma planilha você sempre irá visualizar 6 meses do seu negócio! Um trimestre que já passou, o momento atual, e um que está por vir. Por que isso?

É ali que você vai registrar nesse período todas as entradas que já estão garantidas. Compras finalizadas, faturamento em cartões de créditos e assim por diante. Nesse caso, você tem que ter cuidado em entradas que parecem garantidas, como crediários, uma vez que esses correm risco de inadimplência. 

Ao lado, ficarão todos os gastos programados. São as chamadas contas fixas. Água, luz, telefone, folha de pagamento, aluguel, pagamento de fornecedores dentre outros.

Apenas nesse movimento você já possui uma boa noção da situação atual da sua empresa, tanto no passado, quanto numa previsão futura. 

Deve também ficar claro que esse planejamento não é rígido e imutável. Em tempos de crise, um gasto como pagamento de fornecedores pode ser renegociado e dividido em mais parcelas. A folha de pagamento de funcionários, por exemplo, sofreu uma grande flexibilização pelo governo federal. A sua gestão de fluxo de caixa deve acompanhar esses movimentos.

Ferramentas para manter a gestão ativa
Não é porque a franquia está fechada que o controle acaba. Muito pelo contrário. Agora são formas de encontrar soluções. Quando se fala em gestão de fluxo de caixa, entenda que os gastos e entradas continuam acontecendo.

Por exemplo, se há possibilidade de implantar delivery ou drive-thru, o seu negócio não parou totalmente. Além disso, as compras parceladas continuarão entrando na sua conta. 

Use o demonstrativo bancário como uma fonte de informações para alimentar o seu sistema. Além disso, é essencial categorizar cada centavo movimentado. Por mais estranho que seja, você precisa saber por que está entrando dinheiro e como ele será utilizado de maneira consciente.

Em tempos de crise, é essencial rastrear e compreender como o financeiro da franquia se comporta. Ser uma marca de renome não é suficiente sem gestão. É suor, cálculo e controle absoluto. 

Tenho mais de 10 anos nesse mercado e expertise para acompanhar e impulsionar o seu crescimento. Entre em contato para que juntos possamos sair dessa crise, ainda mais fortes e com uma franquia sólida nas mãos.






Anunciar no Portal DLNews

Seu contato é muito importante para nós! Assim que recebemos seus dados cadastrais entraremos em contato o mais rápido possível!